Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/102389
Author(s): Ramalho, Cátia
Sampaio, Marta
Rocha, Naïr
Poínhos, Rui
Title: Neofobia alimentar em crianças do 1.º ciclo e seus cuidadores
Issue Date: 2016
Abstract: INTRODUCTION: Food preferences are influenced by genetics, but may be modified by environmental factors. The rejection of novel foods without willing to try them is called food neophobia. Although this is a defensive mechanism, it may lower food diversity and, therefore, lead to eating and nutritional imbalances.OBJECTIVES: To assess food neophobia level among children (n = 182) from 6 to 12 years old and to relate it with their caregivers food neophobia level and their perception on the children's attitudes regarding novel foods.RESULTS: Caregivers presented higher food neophobia levels when compared to the children (p < 0.001). We also found that caregivers overestimate the children's food neophobia levels (p < 0.001).CONCLUSIONS: These results contribute to the knowledge on food neophobia among primary school children, namely regarding the relationships between different assessment measures and the potential effect on food diversification of caregivers perception on children's food neophobia level.
Description: INTRODUÇÃO: As preferências alimentares são determinadas por predisposições genéticas, mas podem ser modificadas por fatores ambientais. A rejeição de novos alimentos sem intenção de os experimentar é designada de neofobia alimentar. Trata-se de um mecanismo defensivo, mas que pode conduzir a uma menor diversidade alimentar e, consequentemente, desencadear desequilíbrios alimentares e nutricionais.OBJETIVOS: Avaliar e relacionar o nível de neofobia de crianças (n = 182) dos 6 aos 12 anos com o nível de neofobia dos cuidadores e a perceção destes sobre as atitudes das crianças face a novos alimentos.RESULTADOS: O nível de neofobia alimentar dos cuidadores era superior ao das crianças (p < 0,001). Verificou-se também que os cuidadores sobrestimam o nível de neofobia das crianças (p < 0,001).CONCLUSÕES: Estes resultados contribuem para um maior conhecimento na área da neofobia alimentar das crianças em idade escolar, nomeadamente no que respeita à sua avaliação e efeitos da perceção do nível de neofobia das crianças pelos cuidadores na diversificação alimentar.
Subject: Ciências da Saúde, Ciências médicas e da saúde
Health sciences, Medical and Health sciences
Call Number: 178282
URI: http://hdl.handle.net/10216/102389
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
178282.pdf10.89 MBAdobe PDF    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.