Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/92042
Author(s): Durão, Catarina
Oliveira, José Ferraz de
Almeida, Maria Daniel Vaz de
Title: Disponibilidades alimentares na U.Europeia (15)
Issue Date: 2008
Abstract: The food availability data in the European Union (UE15) between 1960 and 2000 was analysed. Since the 60's, there was a substantial increase in the availabilities of most food groups. The exceptions were cereals and potatoes and tubercles, which availability decreased in almost, but not all, the UE15.These four decades witnessed an increase in the daily per capita availability of total energy, energy from animal and vegetable sources, protein from animal sources. Meanwhile there was a decrease in the daily per capita availability of energy derived from carbohydrates.In the 90's, none of the Member States complied with the nutrition recommendations for carbohydrates and lipids and most Member States, did not comply with ethanol's recommended limits.In the 90's, Portugal was among the countries with the largest availabilities of cereals, potatoes and tubers, vegetables, fruit, legumes, fish, while it was among the countries with the lowest availabilities in meats, eggs, milk and animal fats. Furthermore, Portugal is the country with the lowest per capita availability of lipids, as well as the largest in the availability of carbohydrates.
Description: Analisámos as disponibilidades alimentares da União Europeia dos 15 (UE15) em quatro décadas, assim como as capitações diárias de energia, lípidos, proteínas, etanol e glúcidos. A maioria dos grupos de alimentos apresentam uma tendência de crescimento na UE15 em geral. Excepção a esta regra são os cereais e as raízes e tubérculos que apresentam uma tendência geral de decréscimo na maioria, mas não na totalidade, dos Estados Membros.De forma geral, estabeleceu-se a existência de correlação na evolução das disponibilidades dos países Nórdicos, assim como entre os países do Sul da Europa. Para os restantes Países observou-se a existência de correlação entre os países Centro-Europeus, verificando-se que os países situados mais a Norte, apresentam maiores correlações com os países Nórdicos.Verificámos um aumento das capitações diárias de energia total, de energia de origem animal, de energia de origem vegetal e de proteína de origem animal, a par da diminuição das capitações de energia fornecida por glúcidos.Na década de 90, nenhum dos países da UE15 respeitava as recomendações nutricionais referentes a glúcidos e a lípidos. Quanto às proteínas, todos os Estados Membros se encontravam, na década de 90 dentro dos limites apontados como desejáveis.Em matéria de etanol, na década de 90, a maioria da UE15 não respeita os limites máximos diários recomendados para o sexo feminino.Na última década estudada, Portugal é um dos maiores consumidores aparentes de cereais, raízes e tubérculos, produtos hortícolas, fruta, leguminosas secas e pescado, estando entre os menores consumidores aparentes de carnes, ovos, leite e gorduras animais. Para além disso, é o país com menores capitações diárias de lípidos e com maiores capitações diárias de glúcidos.
Subject: Ciências da Saúde, Outras ciências médicas
Health sciences, Other medical sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde::Outras ciências médicas
Medical and Health sciences::Other medical sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/92042
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
47226.pdf
  Restricted Access
1.56 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.