Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/69492
Author(s): Costa, Carmen
Silva, Raquel
Mendes, Sónia
Oliveira, Bruno
Title: Apresentação da Informação sobre os Alergénios Alimentares em Restauração Colectiva
Issue Date: 2013
Abstract: Introduction: Although inoffensive for the majority of the population, products likely to causing food allergies and or intolerancesmay be fatal to susceptible individuals. With the introduction of Regulation (UE) n.º 1169/2011, contract cateringcompanies are forced to disclose this information, even on non packed foods.Objectives: Presentation of the information about food allergens present on meals served in a contract catering company.Methodology: The allergens included in the study were the mandatory by Regulation (UE) n.º 1169/2011. The foods factsheets provided by suppliers and labels were analyzed and their data was treated with the Predictive Analytics SoftWare.The foods were divided into 15 groups and into processed and non processed foods.Results: We were able to collect information on 68,1% of the foods and the majority had, at least, one allergen. More thanhalf of the sample was comprised of processed foods which, on average, had more allergens, with the exception of fish andmollusks. Of the total of foods in study, about 20% contain milk and gluten, 15% sulfites and 10% soy and fish. It was onlyfor these allergens that statistically significant differences were found.Conclusions: It was possible to gather and provide the necessary information to fulfill the duty of informing the customer.However, although the manufacturer of pre-packed foods is nowadays obligated to present this information on thelabel, there were difficulties and limitations collecting it. This study is relevant both to contract catering and food industry,because it shows that there's still a lot of work to be done broadening food offer to susceptible individuals. Therefore is anactuation field to be explored by nutritionists.
Description: Introdução: Apesar de inofensivos para a maioria da população, os produtos ou substâncias passíveisde causar alergias e ou intolerâncias alimentares podem ser fatais para os indivíduos susceptíveis. Coma entrada em vigor do Regulamento (UE) n.º 1169/2011, todos os operadores das empresas do sectoralimentar serão obrigados a disponibilizar esta informação, incluindo nos produtos não embalados.Objectivos: Apresentação da informação sobre os alergénios alimentares presentes em refeiçõesservidas numa empresa de restauração colectiva.Metodologia: Os alergénios incluídos no estudo foram os de menção obrigatória no Regulamento. Foifeita a análise das fichas informativas fornecidas pelos fabricantes e dos rótulos dos géneros alimentíciose os dados tratados no software Predictive Analytics SoftWare, tendo os géneros alimentíciossido divididos em 15 grupos e em alimentos processados e não processados.Resultados: Conseguiu-se recolher informação de 68,1% dos géneros alimentícios e a maioria tinhapelo menos um alergénio. Mais de metade da amostra era constituída por alimentos processados, osquais continham, em média, mais alergénios, à excepção de peixe e moluscos. Do total de génerosalimentícios em estudo, cerca de 20% contêm leite e glúten, 15% sulfitos e 10% soja e peixe, sendoestes os únicos alergénios para os quais se encontraram diferenças com significado estatístico.Conclusões: Foi possível recolher e disponibilizar a informação necessária para cumprir o dever de informaro consumidor. No entanto, apesar do fabricante de géneros alimentícios pré-embalados ser obrigadoactualmente a apresentar esta informação na rotulagem, registaram-se dificuldades e limitaçõesna recolha da mesma. Este estudo assume relevância tanto a nível da restauração colectiva, como daindústria alimentar, pois demonstra que há ainda muito trabalho a fazer para alargar a oferta alimentardos indivíduos susceptíveis, constituindo um campo de actuação a ser explorado pelos nutricionistas.
Subject: Ciências da Saúde, Ciências da saúde
Health sciences, Health sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde::Ciências da saúde
Medical and Health sciences::Health sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/69492
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
47885.pdf162.87 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons