Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/68610
Author(s): Ferreira, Sara Josefina Leal
Title: Caraterização do status de vitamina D e de mineralização óssea em crianças e adolescentes de uma consulta de Pediatria
Issue Date: 2012
Abstract: Resumo da tese: Um baixo status de vitamina D na infância e na adolescência está associado a alterações na massa óssea e a um maior risco de desenvolvimento de várias doenças crónicas. São escassos os estudos na população portuguesa, particularmente em idade pediátrica. Objetivo: caraterizar o status de vitamina D e de mineralização óssea em crianças e adolescentes residentes na cidade do Porto. População e métodos: Todas as crianças e adolescentes saudáveis, com idade compreendida entre 5-18 anos, observadas numa consulta de pediatria durante o inverno e primavera 2011/2012 (n=122). Procedeu-se à caraterização antropométrica, da composição corporal, do status de massa óssea (DXA L1-L4) e do padrão de atividade física bem como à avaliação das concentrações séricas de 25-hidroxivitamina D {25(OH)D} e dos marcadores do metabolismo fosfocálcico. Foram definidos os seguintes pontos de corte: 1) para o status de vitamina D: 25(OH)D <10ng/mL= deficiência severa; >10, <20ng/mL=deficiência e >20, <30ng/mL=insuficiência; 2) para o status de mineralização óssea: Z-score de DMO < -2,0=compromisso da massa óssea para a idade. Resultados: 51,7% da amostra apresenta excesso ponderal. A quase totalidade da população (92,5%) apresenta um status de vitamina D indicativo de insuficiência, dos quais 47,8% apresenta critérios de deficiência. Verificou-se uma prevalência de 4,7% de compromisso de massa óssea para a idade, registando-se uma correlação negativa entre a 25(OH)D e a hormona paratiroide (p=0,013) mas sem qualquer correlação com as variáveis antropométricas, a massa gorda e a massa óssea.(...)Thesis abstract: A low vitamin D status in childhood and adolescence is associated with bone mass alteration and a higher risk to chronic disease. Portuguese studies, mostly in pediatric population, are rare. Objective: characterize the vitamin D and bone mineralization status in children and adolescents living in City of Oporto. Population and methods: Healthy children and adolescents, aging 5-18 years, observed in a pediatric outpatient clinic during winter and spring 2011/2012 (n=122). Anthropometric, body composition, bone mass (DXA L1-L4) and physical activity was evaluated and 25-hydroxyvitamin D [25(OH)D} and fosfocalcic metabolism markers were measured. Cutoffs: 1) vitamin D status: 25(OH)D <10ng/mL=severe deficiency; >10, <20ng/mL=deficiency; >20 <30ng/mL= insuficiency; 2) bone mineralization status: Z-score de DMO < -2,0=Low bone mass for chronologic age. Results: 51,7% of the sample has overweight. Almost the entire population (92,5%) presented a vitamin D status indicated of insufficiency, of which 47,8% has deficiency criteria. There was a prevalence of 4,7% of bone mass commitment for age. 25(OH)D concentrations were inversely correlated with parathyroid hormone (p=0,013) but not with anthropometric, fat mass and bone mass variable. (...)
Description: Trabalho complementar (Trabalho de Investigação) realizado no âmbito da Unidade Curricular Estágio da Licenciatura em Ciências da Nutrição da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, sob orientaçãode Prof.ª Doutora Carla Rêgo (Hospital Cuf Porto e Faculdade de Medicina da Universidade do Porto)
Subject: Ciências da Saúde, Ciências médicas e da saúde
Health sciences, Medical and Health sciences
URI: http://hdl.handle.net/10216/68610
Document Type: Trabalho Académico
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FCNAUP - Trabalho Académico

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
39801.pdf230.19 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons