Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/26264
Author(s): Barros, Renata
Moreira, Pedro
Oliveira, Bruno
Title: Influência da desejabilidade social na Estimativa da ingestão alimentar Obtida através de um questionário de Frequência de consumo alimentar
Issue Date: 2005
Abstract: Introduction: Self-report of dietary intake could be biased by social desirability thusaffecting risk estimates in epidemiological studies. The objective of this study was toassess the effect of social desirability on dietary intake estimated from a food frequencyquestionnaire (FFQ). Methods: A convenience sample of 483 Portuguese universitystudents was recruited. Subjects were invited to complete a two-part self-administeredquestionnaire: the first part included the Marlowe-Crowne Social Desirability Scale(M-CSDS), a physical activity questionnaire and self-reported height and weight; thesecond part, included a semi-quantitative FFQ validated for Portuguese adults, thatshould be returned after fulfilment. All subjects completed the first part of thequestionnaire and 40.4% returned the FFQ fairly completed. Results: In multipleregression analysis, after adjustment for energy and confounders, social desirabilityproduced a significant positive effect in the estimates of dietary fibre, vitamin C, vitaminE, magnesium and potassium, in both genders. In multiple regression, after adjustmentfor energy and confounders, social desirability had a significant positive effect in theestimates of vegetable consumption, for both genders, and a negative effect in whitebread and beer, for women. Conclusion: Social desirability affected nutritional and foodintake estimated from a food frequency questionnaire.
Description: Introdução: A tendência para transmitir uma imagem culturalmente aceitável e de acordocom as normas sociais, evitando a crítica em situações de teste (desejabilidade social -DS), poderá influenciar as estimativas de ingestão alimentar. Neste trabalho, avaliámosa existência de associações entre a DS e a estimativa da ingestão através de umquestionário de frequência de consumo alimentar (QFA). Métodos: O estudo incidiunuma amostra de conveniência constituída por 483 estudantes universitários, e consistiuna aplicação, em ambiente lectivo, de um inquérito dividido em duas partes. A primeiraparte, para devolver imediatamente após preenchimento, consistiu numa escala dedesejabilidade social e questões sobre peso, estatura e actividade física; a segunda,para devolver posteriormente, era um QFA validado para adultos portugueses. Dos 483estudantes que responderam à primeira parte, 40,4% devolveram o QFA devidamentepreenchido. Resultados: Em regressão múltipla, após ajuste para energia econfundidores, com o aumento da DS, verificou-se um efeito significativo positivo nasestimativas de ingestão de fibras, vitamina C, vitamina E, magnésio e potássio, nos doissexos. Relativamente aos alimentos, em regressão múltipla e após ajuste para energia econfundidores, com o aumento da DS, verificou-se um efeito significativo positivo naingestão de vários produtos hortícolas e frutos, nos dois sexos; com o aumento da DS,ocorreu ainda um efeito significativo negativo nas estimativas de ingestão de pãobranco e cerveja, nas mulheres. Conclusão: A DS influenciou as estimativas de ingestãode vários nutrimentos e alimentos, obtidas através de um QFA.
Subject: Ciências da Saúde, Outras ciências médicas
Health sciences, Other medical sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde::Outras ciências médicas
Medical and Health sciences::Other medical sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/26264
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
47221.pdf228.09 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons