Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/128877
Author(s): João Pedro Cordeiro de Almeida
Title: Interligação entre Bioquímica Sanguínea e Neuromonitorização em Pacientes com Lesão Cerebral Aguda
Issue Date: 2020-05-11
Abstract: Acute brain injury is one of the leading causes of disability and trauma-related death amongst young individuals worldwide. Besides, it is a medical field with one of the biggest unmet needs, and its pathophysiology is not completely understood. We pursued to clarify some of the existing doubts by analysing biochemical and neuromonitoring data in patients with acute brain injury and its influence on cerebral autoregulation and patient outcome. Several studies show that methaemoglobin might have a role on the perpetuation of secondary lesion or solely as a biomarker of oxidative stress. Other biochemical parameters also seem to have an influence in cerebral autoregulation mechanisms, such as calcium. We retrospectively analysed blood gas and laboratory data from 43 patients admitted in the neurocritical care ICU from 2014 to 2016. We found that increasing values of MetHb within normal range are correlated with an increase in the pressure reactivity index (PRx), indicating disturbed pressure autoregulation, while increasing values of Ca²⁺ were associated with a decrease in PRx. Further studies are needed to evaluate possible related therapeutic targets to improve impaired autoregulation and patient outcome.
Description: A lesão cerebral aguda é uma das principais causas de sequela e morte relacionada com trauma entre indivíduos de idade jovem a nível mundial. Para além disso, é uma das áreas médicas menos estudadas e a sua fisiopatologia ainda não é totalmente compreendida pela comunidade científica. Com o objectivo de clarificar algumas das dúvidas existentes analisámos dados de bioquímica e de neuromonitorização em pacientes diagnosticados com lesão cerebral aguda (traumatismo cranioencefálico e hemorragia subaracnoídea) e a sua possível influência nos processos de auto-regulação cerebral e prognóstico do doente. Vários estudos sugerem que a metemoglobina poderá ter um papel importante na perpetuação do dano secundário na lesão cerebral aguda ou apenas vir a mostrar-se unicamente com um biomarcador de stress oxidativo. Outros parâmetros bioquímicos também parecem ter alguma influência nos mecanismos de auto-regulação cerebral, de entre os quais o cálcio. Nós analisámos retrospectivamente dados laboratoriais e de gasimetria de 43 pacientes admitidos na unidade de Cuidados Neurocríticos do serviço de Medicina Intensiva do Centro Hospitalar Universitário São João entre 2014 e 2016. Da análise dos dados obtidos, percebemos que um aumento ligeiro dos valores de metemoglobina dentro do intervalo de valores normais está correlacionado com um aumento significativo no índice de reactividade de pressão (PRx), indicando um distúrbio na auto-regulação, enquanto que um aumento nos valores de cálcio sérico, pelo contrário, estavam associados a uma diminuição de PRx e a uma melhoria dos parâmetros auto-regulatórios . No futuro são necessários mais estudos para a avaliação de possíveis alvos terapêuticos relacionados que possibilitem uma melhoria nos processos de uma deficiente auto-regulação cerebral e no prognóstico do doente.
Subject: Ciências médicas e da saúde
Medical and Health sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde
Medical and Health sciences
URI: https://hdl.handle.net/10216/128877
Document Type: Dissertação
Rights: restrictedAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Appears in Collections:FMUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
414346.pdf
  Restricted Access
Interligação entre Bioquímica Sanguínea e Neuromonitorização em Pacientes com Lesão Cerebral Aguda749.34 kBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons