Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/124439
Author(s): Malato, Maria Luísa
Title: Amar Babel: a poesia de Horácio Costa e as fronteiras do Conhecimento
Issue Date: 2017
Description: "Estranham-se aqui alguns poemas de Horácio Costa, escritosdiretamente em inglês ou espanhol. Mas sobretudo os que misturam palavrasem português, inglês, espanhol, japonês, por vezes num único verso: "I want tobe Beatrice Arnolfini". Ele vem: "Olha o batuque, nêgo. Você vem em nossadireção,/ somos teu banquete, dervixes inanes propiciando allahs./ Você vem.Not with a bang but a whimper" (Costa, 2004: 177 e 61)... Estranham-se(ainda, apesar da memória dos modernistas brasileiros) porque o mundo deHorácio Costa é policêntrico. E o mundo que vemos crescer à nossa volta é porvezes estranhamente egocêntrico. Ora esse egocentrismo écompreensivelmente "natural" ao passo que o policentrismo de Horácio Costa éconscientemente "artificial", resultado da arte. Ele é amorosamente construído,como se fosse uma Babel."
Subject: Humanidades
Humanities
URI: https://hdl.handle.net/10216/124439
Source: Sobre o Olhar Ciclópico: Leituras da Obra de Horácio Costa
Document Type: Capítulo ou Parte de Livro
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Capítulo ou Parte de Livro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
368379.pdf435.5 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.