Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/9773
Author(s): Sequeira, Carlos Alberto da Cruz
Title: Prevalência dos comportamentos de risco e a ocorrência/gravidade do politraumatizado
Publisher: Universidade do Porto. Reitoria
Issue Date: 2001
Abstract: O trauma é a principal causa de morte, na faixa etária até aos 40 anos de idade, pelo que retira um número elevado de anos de vida altamente produtivos e deixa muitos jovens incapacitados permanentemente.O acidente que está na origem dos múltiplos traumas, tem essencialmente por base factores humanos, sob a forma de comportamentos / estilos de vida, que levaram à adopção de diversos comportamentos de risco, determinantes na ocorrência / gravidade do trauma.Os jovens do sexo masculino, devido a diversas circunstâncias inerentes à adolescência, apresentam um conjunto de factores predisponentes que os tornam mais vulneráveis ao risco.Trata-se de um estudo observacional analítico, que tem como objectivo determinar a prevalência dos comportamentos de risco e correlaciona-los com a ocorrência / gravidade do politraumatizado.Os dados clínicos e os dados sobre os comportamentos de risco foram registados em protocolo previamente elaborado e testado num grupo de politraumatizados anteriormente hospitalizados na UCIPU. Os dados e resultados são apresentados de diferentes formas, alguns de forma descritiva, outros agrupados e classificados em número e percentagem de acordo com o respectivo tratamento estatístico. Para avaliar o grau de associação entre as diferentes variáveis, foi calculado o Odds ratio (OR) com um intervalo de confiança (IC) de 95%.A amostra populacional foi constituída pelos doentes admitidos na (UCIPU) do (HSJ), entre 1 de Janeiro a 31 de Dezembro do ano 2000 com o diagnóstico de politraumatismo.Fizeram parte do estudo 98 politraumatizados, com uma média de 32.6 anos de idade, dos quais 88% foram do sexo masculino.72.4% dos politraumatizados foram vítimas de acidente de viação, dos quais 52.8% envolveram motociclos e 17.3% dos politraumatizados, foram vítimas de acidente de trabalho, dos quais 52.9% foram devidos a quedas.Na região do Vale do Sousa, aconteceram 66% dos acidentes que envolveram motociclos e 59% dos acidentes de trabalho.Dos 98 poli ...
Description: Dissertação de Mestrado em Saúde Pública apresentada à Faculdade de Medicina e ao Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto
Call Number: 4108_TM
URI: http://hdl.handle.net/10216/9773
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
4108_TM_01_C.pdfVolume 01 Cores43.35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
4108_TM_01_P.pdfVolume 01 Preto & Branco10.13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.