Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/90022
Author(s): Bye, Asta
Bergland, Astrid
Goulão, Beatriz
Lopes, Carla
Peixoto-Plácido, Catarina
Clara, João Gorjão
Mendonça, Nuno
Santos, Nuno
Santos, Osvaldo
Nicola, Paulo
Amaral, Teresa
Madeira, Teresa
Alarcão, Violeta
Title: PEN 3S
Issue Date: 2016
Description: A desnutrição é um dos principais determinantes de doença e diminuição da qualidade de vida nos idosos.A criação de políticas alimentares e nutricionais, necessária para diminuir o problema da desnutrição,requer evidência quanto à dimensão epidemiológica do problema. Em Portugal não existem dados recentessobre o estado nutricional da população idosa, mas estima-se que a prevalência de desnutrição. seja elevada. Os objetivos gerais do projeto são: (a) caracterizar o estado nutricional da população commais de 65 anos residente em Portugal, na comunidade ou em lares, (b) identificar e caracterizar variáveisassociadas à desnutrição e (c) desenvolver um sistema eletrónico de vigilância e alerta do estado nutricionaldo idoso, ao nível dos cuidados de saúde primários e dos lares. Material e Métodos: O estudo segue umdesenho transversal observacional, com recolha de dados através de entrevista face-a-face estruturada,com medições antropométricas, tendo por base uma amostra representativa a nível nacional de indivíduoscom 65 ou mais anos a residir na comunidade ou em lares. Estão a ser recolhidos dados relativos a: hábitose padrões alimentares, estado nutricional, dificuldades na alimentação, estilos de vida, autoperceçãodo estado geral de saúde e patologias autorelatadas, funcionalidade, solidão, função cognitiva,estado emocional e caracterização demográfica e socioeconómica. Resultados e Discussão: Até aomomento participaram no estudo 654 idosos (60% do tamanho amostral) residentes em lar (não acamados esem demência grave), com uma idade média de 83,3 anos (DP=7,1), 71,4% dos quais do sexo feminino. Deacordo com a pontuação de triagem do Mini Nutritional Assessment, 6,7% (95%IC: 4,8-8,6) dos participantesapresentam desnutrição e 42,2% (95%IC: 38,4-46,0) estão em risco de desnutrição. A desnutrição aumentasignificativamente com a idade. Cerca de 73% dos participantes fazem menos de uma refei�\xA7ão por mêsfora do lar, com amigos ou familiares. Conclusões: Os dados preliminares revelam uma elevada prevalênciade risco de desnutrição em idosos residentes em lares. A análise preliminar dos resultados salientaa importância do desenvolvimento de um sistema eletrónico de vigilância do estado nutricional para adeteção precoce de situações de risco nutricional e desnutrição.
Subject: Ciências da Saúde, Ciências médicas e da saúde
Health sciences, Medical and Health sciences
Call Number: 168227
URI: http://hdl.handle.net/10216/90022
Source: Revista APNEP (Associação Portuguesa de Nutrição Entérica e Parentérica)
Document Type: Resumo de Comunicação em Conferência Nacional
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FCNAUP - Resumo de Comunicação em Conferência Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
168227.pdf2.42 MBAdobe PDF    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.