Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/82645
Author(s): Esteves, C.
Belo, S.
Neves, M.C,
Arteiro, Cristina
Carvalho, D.
Title: Glycemic control and weight outcomes after initiation of continuous subcutaneous insulin infusion therapy
Issue Date: 2015
Abstract: IntroductionThe continuous subcutaneous insulin infusion (CSII) is an alternative to multiple daily injections therapy in type 1 diabetes and its use is increasingly common due to the beneficial effects on glucose control.AimsTo analyze clinical features and biochemical parameters of patients on CSII therapy.Type of studyLongitudinal retrospective.SettingOutpatient clinic.Population: Type 1 diabetic patients using insulin infusion pump in our department.MethodsWe evaluated outcomes regarding the following set points: immediately before initiation of CSII therapy, 12 months after inclusion and in the last appointmentHH. For statistical analysis, we used non-parametric tests and linear regression analysis. We considered significant a value of p0.05.ResultsWe studied 63 patients (24 men; 39 women) with a mean pre-CSII HbA1c of 8.2% ± 1.43; mean age at the time of placement of 32.7 ± 10.94 years; and mean follow up time after placement of 2.1 ± 1.92 years. There was a statistically significant reduction of HbA1c during follow-up (HbA1c 12 months: 7.2% [6.67.8] p = 0.001; HbA1c at the end of follow-up: 7.4% [6.67.9] p = 0,001). There was no significant variation of weight or total daily insulin dose. We registered a negative correlation between the last HbA1c before CSII and the reduction in HbA1c until the end of the follow-up period (=0.644 p = 0.000). The median reduction in HbA1c was higher in women (W: 1.10 [2.200.40] vs M: 0.10 [0.800.40]; p = 0.002). Female gender was a predictive factor of better results with CSII, even after adjustment to the last HbA1c before the initiation of therapy.ConclusionsIn our sample, the last HbA1c before the beginning of CSII was the most powerful predictive factor of the reduction of HbA1c during follow up. Women had better results than men. There was no significant variation of weight and total daily insulin dose during follow up.
Description: IntroduçãoA terapêutica com infusão subcutânea contínua de insulina (Tisi) é uma opção ao uso de múltiplas injeções de insulina na diabete tipo 1 e o seu uso é cada vez mais frequente dados os benefícios no controle glicêmico.ObjetivosAnalisar as características clínicas e os parâmetros bioquímicos dos doentes tratados com Tisi e procurar fatores preditores da resposta à terapêutica.Tipo de estudoLongitudinal retrospectivo.LocalConsulta externa.PopulaçãoDiabéticos tipo 1 usuários de Tisi seguidos no nosso serviço.MétodosForam registrados os resultados nos seguintes períodos: imediatamente antes da colocação da Tisi, 12 meses após colocação e à data da última consulta. Os resultados foram apresentados como média ± desvio padrão ou mediana [quartis]. Foram usados testes não paramétricos para a análise estatística e foi efetuada regressão linear. Foram considerados significativos os valores de p < 0,05.ResultadosA amostra era constituída por 63 diabéticos tipo 1 (24 homens - H; 39 mulheres - M) com os seguintes valores antes da colocação: idade 32,7 ± 10,94 anos; HbA1c 8,2% ± 1,43. O tempo médio de catamnese foi de 2,1 ± 1,92 anos. Ocorreu uma redução estatisticamente significativa da HbA1c ao longo do tempo de seguimento (HbA1c aos 12 meses: 7,2% [6,6-8] p = 0,001; HbA1c ao fim do tempo de seguimento: 7,4% [6,6,7,9] p = 0,001). Não se verificou variação do peso e da dose diária total de insulina. Verificou-se uma correlação negativa entre a HbA1c prévia e a redução da HbA1c até ao fim do tempo de seguimento (= 0,644 p = 0,000). A mediana da redução da HbA1c até a data da última consulta foi maior no grupo das mulheres (M: 1,10 [2,20 - 0,40] vs. H: 0,10 [0,80 - 0,40]; p = 0,002). O gênero feminino foi um fator preditivo de melhor resposta à Tisi mesmo após ajuste para a HbA1c prévia.Conclusões: Na amostra estudada, a última HbA1c anterior ao início da Tisi foi o fator com maior capacidade de predição da resposta à terapêutica. As mulheres obtiveram melhores resultados da terapêutica com Tisi do que os homens. Não ocorreram variações estatisticamente significativas do peso ou da dose diária total de insulina.
Subject: Ciências da Saúde, Ciências médicas e da saúde
Health sciences, Medical and Health sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde
Medical and Health sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/82645
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
116386.pdf517.71 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons