Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/80353
Author(s): Carla Sofia dos Anjos Maia Fernandes
Title: A casa agrícola em Vila Chã e Fajozes. Uma leitura da sua arquitectura entre o espaço rural e o interior doméstico.
Issue Date: 2013-11-04
Abstract: This Master's Thesis is focused on the study, both in ruralspace as at the domes􀆟 c interior, of the Farm House at Vila Chãand Fajozes, villages that belong to the Vila do Conde county.Being the rural house characterized by VEIGA DE OLIVEIRAand GALHANO as a true agricultural instrument that adapts todiff erent social , produc􀆟 ve, technical or symbolic condi􀆟 onalism,its architecture was studied taking them into account. Now,these houses have the same elements, special and common,than others at Maia, Matosinhos and Vila do Conde, belongingto a rural bourgeoisie and with construc􀆟 on dates from the sameperiod. This set of characteris􀆟 cs can be be􀆩 er understood a􀅌 er:fi rst, a physical characteriza􀆟 on of the coastline, secondly, astudy of the diff erent dynamics of land use and fi nally a􀅌 er theanalysis of the link between the numerous systems transmissionof goods and the humaniza􀆟 on of the landscape. On the otherhand, the study of 3 houses allowed an analysis of the issuesconsidered structural for an characteriza􀆟 on of the Farm Housein the territory under study.Finally, for the period under review, it is concludedthat the explana􀆟 on for the fact that many case studies arereconstruc􀆟 ons of founda􀆟 onal houses relates to social andagrarian change and, on the other side, the conclusion that themode of living and produc􀆟 on have consequences in the home;rela􀆟 vely to the present 􀆟 me, one comes to the conclusion thatthe type of farming produc􀆟 on and changes in the mode of livingis refl ected in Farm Houses.
Description: A presente Dissertação de Mestrado tem como temacentral o estudo, tanto ao nível do espaço rural como do interiordomés􀆟 co, da Casa Agrícola de Vila Chã e Fajozes, freguesiaspertencentes ao concelho de Vila do Conde.Sendo a casa rural caracterizada por VEIGA DE OLIVEIRAe GALHANO como um verdadeiro instrumento agrícola, quese adapta aos diferentes condicionalismos sociais, produ􀆟 vos,técnicos ou simbólicos, a sua Arquitectura foi estudada tendo-osprecisamente em conta. Ora, estas casas apresentam os mesmoselementos, especiais e comuns, que outras de Matosinhos,Maia e Vila do Conde, pertencentes a uma burguesia rurale ainda com datas de construção do mesmo período, entremeados do século XIX a meados do século XX, sendo quemuitas delas, incluindo alguns casos de estudo, correspondema recontruções de casas fundacionais. Para uma compreensãoglobal destas caracterís􀆟 cas, foi necessário: em primeiro lugar,uma caracterização 􀄰 sica da faixa litoral, determinante no 􀆟 pode produção agrícola da região, e portanto com impacto naArquitectura da Casa Agrícola; em segundo lugar, um estudo dasdiferentes dinâmicas de ocupação do solo, em par􀆟 cular dosRomanos, e nos seus refl exos, não só na estrutura do territórioem estudo, como na própria organização social e costumesque infl uenciaram o modo de habitar camponês, exis􀆟 ndopor isso bastantes similitudes entre a casa dos casais romanose as Casas Agrícolas em estudo; e fi nalmente, uma análise daligação entre os numerosos sistemas de transmissão de bense a humanização da paisagem, sendo que neste território emestudo, pertencente à Área das Doações (assim denominadopor MOREIRA DA SILVA), a prá􀆟 ca generalizada da Doação apar􀆟 r de 1897 evitou a pulverização e divisão da propriedade,o que permi􀆟 u a manutenção de um determinado statuo quoou poderio económico dos proprietários das Casas AgrícolasDoadas, cons􀆟 tuintes de uma classe rural abastada, tendo, poroutro lado, consequências ao nível social e mesmo territorial,como aconteceu em Vila Chã.O estudo de 3 casas permi􀆟 u o desenvolvimento detemas fundamentais em diferentes âmbitos: a Casa do Cancelana questão territorial, a Casa do Mendonça na análise dasconsequências no espaço domés􀆟 co da prá􀆟 ca da Doação ea Casa do Azevedo como exemplo das transformações que oespaço domés􀆟 co sofreu em virtude de modifi cações no modode habitar.Finalmente, após esta análise da Casa Agrícola, re􀆟 raramsedois 􀆟 pos de conclusões: em relação ao período em análise,conclui-se que a explicação para o facto de muitos casos deestudo serem reconstruções de casas fundacionais se prendecom alterações sociais e agrárias; por outro lado, concluiu-se queo modo de habitar e de produção têm consequências no interiordomés􀆟 co, sendo que em alguns casos de estudo são já visíveistransformações neste espaço no sen􀆟 do de uma progressivaconquista do privado; como notas fi nais, e rela􀆟 vamente àatualidade, chega-se à conclusão de que o 􀆟 po de produçãoagro-pecuária e as alterações no modo de habitar se refl e􀆟 ramna Casa Agrícola.
Subject: Artes
Arts
TID identifier : 201543710
URI: http://hdl.handle.net/10216/80353
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
23614.pdfA casa agrícola em Vila Chã e Fajozes. Uma leitura da sua arquitectura entre o espaço rural e o interior doméstico.3.51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons