Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/78536
Author(s): Silva, Diana
Vaz, A.
Rego, C.
Dias, C.
Azevedo, L.
Guerra, A.
Title: Avaliação das atitudes e comportamentos alimentares em crianças e adolescentes obesos referenciados a uma consulta hospitalar vs uma comunidade escolar
Issue Date: 2014
Description: IntroduçãoAs perturbações alimentares em idade pediátrica podem influenciar a ingestão alimentar e comprometer a saúde e bem‐estar do indivíduo.ObjetivosAvaliar atitudes e comportamentos alimentares de crianças/adolescentes com excesso de peso/obesidade referenciados a uma consulta hospitalar vs. uma comunidade escolar.Material e métodosForam avaliadas 157 crianças/adolescentes: 92 com excesso de peso/obesidade (GA) e 65 escolares (GB). O comportamento alimentar (CA) foi avaliado por uma escala Children's Eating Attitude Test (ChEAT) - Maloney et al., 1998, versão para crianças e adolescentes adaptada do EAT (Garner, Garfinkle, 1979), sendo as respostas assinaladas numa escala de Linkert (1‐6). As alterações do CA foram divididas em 3 subescalas: 1 - aspetos relativos ao cumprimento da dieta; 2 - preocupação com a comida e bulimia; 3 - controlo da ingestão alimentar. Procedeu‐se ainda à caracterização do estado de nutrição (IMC) da criança/adolescente (CDC, 2000). Os resultados são apresentados por média e desvio padrão.ResultadosA totalidade da amostra (M = 43,6%; F = 56,4%) apresenta uma idade cronológica média de 9 ± 2 anos (min = 6; max = 12). Observa‐se excesso de peso em 14,1% do GA vs. 23% do GB e obesidade em 85,9% do GA vs. 12,3% do GB. Verificam‐se em ambos os grupos estudados valores médios baixos quer a nível da escala global do ChEAT (GA = 16,4 ± 8,6; GB = 10,0 ± 7,6) quer a nível das 3 subescalas: 1 - GA = 12 ± 7; GB = 5 ± 5; 2 - GA = 2 ± 2; GB = 1 ± 2; 3 - GA = 3 ± 3; GB = 4 ± 4, com diferenças significativas nas subescalas 1 e 3. São observados valores de boa consistência interna na escala global do ChEAT (α = 0,761) e na subescala 1 (α = 0,793), enquanto as subescalas 2 e 3 apresentam valores médios (2: α = 0,518; 3: α = 0,503).ConclusõesO ChEAT é uma escala que pode ser utilizada para avaliação das atitudes e comportamentos alimentares na população pediátrica portugueses, pois regista‐se uma boa sensibilidade para os parâmetros que se pretendem avaliar.
Subject: Ciências da Saúde, Ciências médicas e da saúde
Health sciences, Medical and Health sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde
Medical and Health sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/78536
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional
FMUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
100487.pdf409.92 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons