Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/76991
Author(s): João Rafael de Basto Barata Feyo
Title: D.João VI " No Passeio Atlântico"
Issue Date: 2014-11-05
Abstract: This paper seeks to achieve two specific objectives: one, to reflect on what public art isand what processes and interactions that underlie; the other one sketch a framework forreflection on the project of creating an urban public space, project of Arq. Manuel deSolà-Morales, situated on the seafront of the City Park, within the Polis Program the cityof Porto, in line with the framework of the project of Arq. Master Carlos Ramos of 1966to the Gonçalves Zarco square intended for placement of the equestrian statue of KingJoão VI, and whose operation may constitute a prominent example of Urban Redevelopmentin Waterfronts (waterfronts).Urban public space is, par excellence, a construction plan identity representation and,in the historical and social characteristics of a city are dormant. In this way, the publicart presents Frank potentialities of approximation of the population of your city, in thesense that not only ' mobile ' public space as most of the scores and make these historicalaspects and reflexive identity. Thus, the knowledge of the mechanisms of receptionof the population to this type of art is important in that it allows you to assess social andidentity aspects governing the construction of everyday space of the individual citizen'spoint of view, as well as to the extent that the public art can have a prominent role in theconstruction of a public space conscious of its history, present and future, and especiallythe citizens build symbolically.The temporal sequence of events determines the reading society in the past and yourproduct built form an integral part of urbanity. The public art is part of public spaces anda temporal dimension.The city is a product of the physical conditions of the places and of the action of man.According to a paradigm of democracy in which the promotion of active citizenship andsocially conscious management of public space are key elements, which could introducenew and important elements of reflection, so the public art can answer associated with aset of symbolic motivations, ideological, economic, social, Public space.
Description: Neste trabalho pretende-se concretizar dois objetivos específicos: um, refletir sobre oque é a Arte Pública e quais os processos e interações que lhe estão subjacentes; outro,esboçar um quadro de reflexão sobre o projeto de criação de um espaço público urbano,projeto do Arq.Manuel de Solà-Morales, situado na frente marítima do Parque da Cidade,no âmbito do Programa Polis, da Cidade do Porto, em sintonia com o enquadramentodo projeto do Arq. Mestre Carlos Ramos, de 1966, para a Praça de GonçalvesZarco, destinado à colocação da estátua equestre de D. João VI, e cuja operação poderáconstituir um destacado exemplo de Reconversão Urbana em Frentes de Água (waterfronts).O espaço público urbano é, por excelência, um plano de construção e representaçãoidentitária, em que as características históricas e sociais de uma cidade estão latentes.Deste modo, a Arte Pública apresenta francas potencialidades de aproximação da populaçãoà sua cidade, no sentido em que não somente «mobila» o espaço público como,sobretudo, o pontua e o torna reflexivo desses aspetos históricos e identitários. Assim,o conhecimento dos mecanismos da receção da população a este tipo de Arte é importante,na medida em que permite aferir os aspetos sociais e identitários que presidem àconstrução do espaço quotidiano, do ponto de vista individual do cidadão, bem comona medida em que a Arte Pública pode ter um papel de destaque na construção de umespaço público consciente da sua história, presente e futuro, e sobretudo dos cidadãosque o constroem simbolicamente.A sequência dos acontecimentos temporais determina a leitura de sociedade em que opassado e o seu produto edificado fazem parte integrante da urbanidade. A Arte Públicafaz parte dos espaços públicos tendo igualmente uma dimensão temporal.A cidade é um produto das condições físicas dos lugares e da ação do homem. Segundoum paradigma de democracia em que a promoção de uma cidadania ativa e de umagestão socialmente consciente do espaço público são elementos-chave, que poderão introduzirnovos e importantes elementos de reflexão, assim a Arte Pública poderá responderassociada a um conjunto de motivações simbólicas, ideológicas, económicas,sociais, ao Espaço Público.
Subject: Artes
Arts
TID identifier : 201544989
URI: http://hdl.handle.net/10216/76991
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
33094.pdfD.João VI " No Passeio Atlântico"18.19 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons