Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/63177
Author(s): Valdiviesso, Rui
Amaral, Teresa
Title: Contribuição para o conhecimento do perfil de saúde na privação socioeconómica
Issue Date: 2012
Abstract: Objectives: To evaluate the presence of cardiovascular disease risk factors among social economically deprlved Individuaiswho resort to a social institution, Legião da Boa Vontade (LBV), for their supply of food in Porto, Portugal.Methods: 55 individuais from a food supply program were consecutively recruited from a population of 154 in the sameprogramo Their health status was evaluated by questionnaire. Socio-biographic data was registered and anthropometrlcalmeasurements were taken. Data was compared with previous Portuguese population based studies.Results: 42.9% of subjects were found to be obese and obesity was more common in women (55.5%) than in men (20%),Obesity is more frequent among participants with lower education leveis (P<0.05). Arterial hypertension is more frequentamong obese subjects (70.0%) and low education subjects (57.5%) (P<O.OOl). Substantial differences were found betweenthe sampled subjects and other Portuguese population groups.Conclusions: The studied sample differs significantly from the Portuguese population showing a higher f requency of healthconditions linked to metabolic and cardiovascular diseases. Inverse relations between the educationallevel and obesity andhypertension reinforce the relevance of food education among these populations.
Description: Objectivos: Avaliar a presença de factores de risco cardiovascular numa amostra de indi~íduos comprivação socioeconómica, que recorrem a um programa de ajuda alimentar na Legião da Boa Vontade(LBV), uma instituição de solidariedade social, na cidade do Porto.Métodos: Foi recrutada uma amostra consecutiva de 56 indivíduos de uma população de 164 inscritosneste programa. Avaliou-se a presença de factores de risco cardiovascular por questionário.Foram recolhidos dados sócio-biográficos e efectuadas medições antropométricas. Compararam-seos resultados com os provenientes de estudos Portugueses de base populacional.Resultados: A frequência da obesidade é de 42,9%, sendo mais elevada nas mulheres que nos homens(55,6% vs. 20,0%) e mais frequente nos indivíduos de baixa escolaridade (P<0,005), A ocorrênciade hipertensão arterial é mais frequente entre os obesos (70,0%) e entre os indivíduos com baixaescolaridade (57,6%) (P<O,OOl). As frequências de obesidade, diabetes Mellitustipo 2 e hipertensãoarterial são superiores às reportadas em outros grupos Portugueses.Conclusões: A amostra em estudo difere significativamente da população Portuguesa, demonstrando umamaior frequência de problemas de saúde relacionados com complicações metabólicas e doença cardiovascular.As relações inversas entre o nível educacional e a obesidade e também a hipertensão arterial, põemem relevo a importância de acções de educação alimentar em indivíduos com privação socioeconómica.
Subject: Ciências da Saúde, Ciências da saúde
Health sciences, Health sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde::Ciências da saúde
Medical and Health sciences::Health sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/63177
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
46815.pdf3.72 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons