Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/62583
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMatos, Luís Rego Costapt_PT
dc.date.accessioned2012-06-15T11:01:44Z-
dc.date.available2012-06-15T11:01:44Z-
dc.date.issued2007pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10216/62583-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Nutrição Clínica apresentada à Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Portopt_PT
dc.description.abstractResumo da dissertação: Introdução Está descrito que a frequência de Desnutrição Associada à Doença (DAD) afecta cerca de 20 a 60% dos doentes no momento da admissão hospitalar e cerca de 10% dos indivíduos na comunidade. A DAD tem vindo a ser associada a graves consequências, como ao maior risco de infecções e de disfunção de órgãos e a um aumento significativo, não só da morbilidade e mortalidade, como da frequência e dos custos com os cuidados de saúde. A falta do reconhecimento e da monitorização dos aspectos relacionados com o estado nutricional têm sido apontados como factores que contribuem para o aumento da frequência de DAD, durante o internamento hospitalar. Foram objectivos deste estudo: - avaliar a relevância que é dada a aspectos relacionados com o estado nutricional dos doentes (peso, ingestão alimentar) e saber se os doentes em risco nutricional ou desnutridos serão alvo de maior atenção por parte dos profissionais de saúde (Estudo 1); - investigar se a Dinamometria da Força Muscular (DFM) pode ser usada como uma ferramenta de rastreio na identificação de doentes em risco nutricional, na admissão hospitalar (Estudo 2); - avaliar a inadequação de ingestão voluntária de nutrientes e de energia, no primeiro dia da admissão hospitalar (Estudo 3). Metodologia Foi realizado um estudo multicêntrico de tipo transversal, com uma amostra probabilística de 50% dos doentes admitidos em cada hospital, obtida por amostragem sistemática. A gravidez, a idade pediátrica e a doença crítica foram critérios de exclusão, tal como a incapacidade em se completar o protocolo de rastreio nutricional e o tempo de internamento inferior a 24h. Foram recolhidos dados sócio-demográficos e antropométricos e foi aplicado o Nutritional Risk Screening 2002 (NRS-2002). (...)pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherPorto : edição de autorpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.source.urihttp://catalogo.up.pt/F?func=find-b&find_code=SYS&request=000148013pt_PT
dc.subjectUniversidade do Porto, Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação, Mestrado em Nutrição Clínica--Dissertaçõespt_PT
dc.subjectMestrado em Nutrição Clínica--Dissertaçãopt_PT
dc.subjectSuporte Nutricionalpt_PT
dc.subjectDesnutrição--Pacientes Internadospt_PT
dc.titleA Desnutrição Associada a Doença na Admissão Hospitalar: Um Contributo para o Rastreiopt_PT
dc.typeDissertaçãopt_PT
dc.collection6805pt_PT
Appears in Collections:FCNAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
148013_72ME.pdf435.99 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.