Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/54599
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Dianapt_PT
dc.creatorLourenço, Susana Cristina Sinde de Oliveira Gonçalvespt_PT
dc.date.accessioned2011-04-21T11:28:09Zpt_PT
dc.date.accessioned2013-07-30T13:53:09Z-
dc.date.available2011-04-21T11:28:09Zpt_PT
dc.date.available2013-07-30T13:53:09Z-
dc.date.issued1996pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10216/54599pt_PT
dc.descriptionContém um relatório de estágio realizado no Departamento de Pediatria do Hospital S. João, Porto, no Centro de Saúde de Ermesinde e no Hospital Santa Maria do Porto, no âmbito da licenciatura em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Portopt_PT
dc.descriptionTese de licenciatura em Ciências da Nutrição apresentada à Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Portopt_PT
dc.description.abstractResumo da tese: As leucemias formam um grupo heterogéneo de neoplasias, que surgem da transformação maligna de células hematopoiéticas, interferindo na hematopoiese normal e na imunidade1. As leucemias agudas caracterizam-se por uma rápida evolução clínica, levando à morte em meses, sem tratamento. Nos EUA, a incidência de leucemia Linfoblástica Aguda (LLA), em crianças com idade inferior a 15 anos, é de aproximadamente 2 4 por 10000. O pico de incidência da LLA ocorre por volta dos 4 anos de idade, e é mais frequente no sexo masculino que no feminino, aumentando esta diferença com a idade 3. A LLA é a doença maligna mais frequente diagnosticada na criança. Vários são os factores que poderão contribuir para o desenvolvimento da leucemia; entre eles estão factores genéticos, ambientais, imunológicos e víricos. Hursting et al4 afirma que a dieta, nomeadamente o aporte energético, pode influenciar o risco da LLA, sendo esta associação mais forte no sexo masculino que no feminino, o que sugere a existência de algumas característica feminina a alterar a susceptibilidade à leucemia. Em testes laboratoriais, Hursting verificou que a restrição calórica inibe o desenvolvimento da leucemia. Após ter analisado dados de inúmeros países, apenas relaciona o total calórico com a LLA e as leucemias totais, mas não com o suprimento de gordura,(...)pt_PT
dc.format2 vols.(tese+relatório)pt_PT
dc.format.extent30 cmpt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherPorto : edição de autorpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.source.urihttp://catalogo.up.pt/F?func=find-b&find_code=SYS&request=000067495pt_PT
dc.subjectUniversidade do Porto, Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação, Licenciatura em Ciências da Nutrição--Dissertaçõespt_PT
dc.subjectCiências da Nutrição--Tese de licenciaturapt_PT
dc.subjectÁreas de estágio--Nutrição Clínica--Relatório de estágio--Inquérito Avaliação de Hábitos Alimentarespt_PT
dc.subjectNutrição da Criançapt_PT
dc.subjectLeucemia--dietoterapiapt_PT
dc.titleAvaliação nutricional de crianças com leucemia : nota prévia : nota préviapt_PT
dc.typeTrabalho Académicopt_PT
Appears in Collections:FCNAUP - Trabalho Académico

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
67495_96-07T_TL_01_P.pdf3.54 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
67495_96-07T_TL_01_CNovo.pdf13.36 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.