Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/22104
Author(s): Saraiva, Ana Laura da Silva Santos
Title: Contribuição para o estudo da biopatologia dos adenocarcinomas cutâneos em canídeos
Publisher: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
FMUP
Issue Date: 2011-02-07
Abstract: CONTRIBUTION FOR THE STUDY OF THE BIOPATHOLOGY OF CANINE CUTANEOUS ADENOCARCINOMAS Ana Laura da Silva Santos Saraiva Mestrado em Medicina e Oncologia Molecular ABSTRACT The cutaneous adenocarcinomas are included in the wide group of the epithelial tumours with adnexal differentiation which, although relatively rare in dogs, are of importance in veterinary pathology. Some authors suggest that the small incidence of the cutaneous adenocarcinomas is due to their non- or misdiagnosis. Therefore, a more precise characterization of these tumours will be of help for a better diagnostic of these lesions. We analysed 31 malignant tumours with glandular differentiation, in dogs: 8 apocrine malignant tumours, 6 ceruminous malignant tumours, 7 sebaceous carcinomas and 10 hepatoid gland carcinomas. In our study sample, and whenever possible, we analysed several clinical parameters, namely the sex, age and breed of the animals, and size, position and evolution of the lesions. We also used histochemistry and immuno-histochemestry (cytokeratins AE1/AE3 and 14, vimentin, p63, calponin and Ki-67) to further characterize the tumours under study. Our results showed that the incidence of the studied tumours did not relate to the breed, was higher in older animals (8-12 years) and affected males more than females. The clinical evolution of the lesions was normally favourable as no distant metastases were observed, even when vascular invasion was present. Also, local recurrence was rare. Our histopathological analysis revealed that these tumours had a tendency for epidermis invasion, ulceration, necrosis and mononuclear inflammatory infiltration. By immuno-histochemistry we showed that CK14, p63 and calponin can be used as molecular markers for the diagnosis and characterization of the cutaneous adenocarcinomas. We determined the proliferation index of the various tumours using a specific antibody anti-Ki-67 and showed that this is indeed an accurate technique that can be used in future to further characterize the biological behaviour of the cutaneous glandular carcinomas.
Description: Mestrado em Medicina e Oncologia Molecular
Master Degree Course in Molecular and Oncology Medicine
CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DA BIOPATOLOGIA DOS ADENOCARCINOMAS CUTÂNEOS EM CANÍDEOS Ana Laura da Silva Santos Saraiva Mestrado em Medicina e Oncologia Molecular RESUMO Os adenocarcinomas cutâneos são tumores relativamente raros em canídeos, estando porém inseridos num grande grupo de neoplasias, com uma expressão bastante significativa na patologia veterinária os tumores epiteliais com diferenciação anexal. Alguns autores fundamentam a reduzida incidência dos adenocarcinomas cutâneos no seu sub-diagnóstico. Assim sendo, uma caracterização mais precisa poderá ajudar no diagnóstico mais exacto e melhor fundamentado destas lesões. Tendo em vista este objectivo, foram analisados 31 tumores malignos com diferenciação glandular, em canídeos: 8 tumores malignos das glândulas apócrinas, 6 tumores malignos das glândulas ceruminosas, 7 carcinomas sebáceos e 10 carcinomas das glândulas perianais hepatóides. Na série em estudo, e sempre que possível, foram analisados alguns parâmetros clínicos tais como o sexo, a idade e a raça dos animais, assim como o tamanho, a localização e a evolução das lesões. Foram utilizados métodos histoquímicos e imuno-histoquímicos (citoqueratinas AE1/AE3 e 14, vimentina, p63, Ki-67) para a caracterização dos tumores. Através da análise dos resultados obtidos, verificámos que nenhuma raça demonstrou propensão para qualquer um dos tipos de tumores estudados. Os animais afectados tinham geralmente uma idade avançada, com médias entre os 8 e os 12 anos. Notou-se igualmente uma tendência sexual para os machos. A evolução das lesões foi por norma favorável, já que em nenhum caso se verificou metastização à distância, mesmo quando se observou invasão vascular, e raras foram as recidivas locais das lesões. A análise histopatológica dos adenocarcinomas cutâneos permitiu uma caracterização mais cuidada dos vários grupos de tumores, tendo-se verificado uma tendência para a invasão da epiderme, ulceração, necrose e infiltração inflamatória mononuclear. O estudo imuno-histoquímico permitiu reconhecer a CK14, a p63 e a calponina como marcadores moleculares úteis no diagnóstico e caracterização destes tumores. O índice de proliferação dos carcinomas cutâneos com diferenciação glandular foi determinado pelo uso do anticorpo anti-Ki-67, tendo-se revelado uma técnica sensível e com perspectivas de poder ser utilizada no estabelecimento do comportamento biológico dos adenocarcinomas cutâneos.
Subject: Medicina e Oncologia Molecular
Porto
URI: http://hdl.handle.net/10216/22104
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Abstract.pdf49.36 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Resumo.pdf47.56 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Tese Ana Saraiva.pdf35.85 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.