Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/21651
Author(s): Rocha, Ada
Title: Particularidades dos serviço de alimentação em instituições geriátricas
Issue Date: 2007
Abstract: The aging of the population as well as the increasing number of institutionalized elders are characterizing the reality of the last decades. Improving the total quality of life, rather then simply extending the duration of life, is now assuming an increasing priority as a health promotion objective.Meals served at elderly institutions present an important role on the quality of life of the elders, not only in the nutritional point of view but also in social means, promoting the socialization of lonely elders.The main strategies to work in food services for the elders include identifying the nutritional needs of the group; negotiate with them an adequate diet plan; improve culinary in order to facilitate ingestion and digestion; establish and take care of food portions and not forget to explain the reasons for the diet established, involving the elders on their own lifes.Besides that, it is important to ensure the security of meals served considering the special risk of consumers at this age. Ensuring safety of meals served at this institutions may be attained by implementing a flexible HACCP.Food worker and managers must be prepared to work with older people what requires knowledge of the diversity within older groups and the ability to anticipate future changes.
Description: As refeições servidas em centros geriátricos têm um papel importante não apenas do ponto de vista nutricional, mas também social, de promoção de convívio de idosos que muitas vezes vivem isolados.As principais estratégias a adoptar em alimentação colectiva para idosos passam por identificar os hábitos alimentares do grupo; negociar com o grupo de idosos um plano de dietas adaptado; primar na confecção culinária de forma a facilitar o consumo e a digestibilidade dos alimentos; cuidar do tamanho das porções e da frequência das refeições e não esquecer de explicar as razões que motivaram o plano de ementas oferecido. É fundamental estabelecer um certo regime de tolerância em relação aos gostos e preferências, procurando que a qualidade prevaleça sobre a quantidade.No entanto de nada servirá analisar as necessidades nutricionais de um grupo de idosos fixar as doses e propor planos de alimentação saudável se não for possível garantir a segurança alimentar. Esta situação reforça a necessidade de exigir e potenciar a profissionalização dos manipuladores de alimentos e reforçar as acções e programas de educação sanitária. Em paralelo e de acordo com a legislação vigente, os gestores deverão consciencializar-se da sua responsabilidade sobre os serviços que oferecem.As faculdades de adaptação perdem-se ao longo da vida. Uma insatisfação prolongada nos idosos repercute-se muitas vezes numa recusa em participar no convívio do centro e/ ou fazer as refeições em colectividade. A solução deve emanar do pessoal e da organização do centro. Os profissionais de centros a todos os níveis devem beneficiar de formação adaptada que os sensibilize para a globalidade da pessoa idosa. A base desta formação será o respeito pelo indivíduo, pelos gostos, cultura epela religião. Nada deve ser negligenciado e nenhuma economia deve ser procurada nesta matéria.
Subject: Ciências da Saúde, Outras ciências médicas
Health sciences, Other medical sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde::Outras ciências médicas
Medical and Health sciences::Other medical sciences
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/21651
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FCNAUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
47516.pdf135.53 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons