Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/130312
Author(s): Zamith, Fernando
Contributor(s): Fonseca, Adalton dos Anjos
Botão, Alexandre
Ramos, Alexandre
Reis, Ana Isabel
Demeneck, Ben-Hur
Dantas, Daniel
Pinto, Eduardo
Corrêa, Elizabeth Saad
Bastos, Helder
Lima, Helena
Amaral, Inês
Santos, Ivone Neiva
Galvão, Júlia
Mallmann, Julia Pinho
Pedro, Margarete Vieira
Baldessar, Maria José
Alcântara, Mariana
Frias, Paulo
Jerónimo, Pedro
Bastos, Raquel
Zandomênico, Regina
Paulino, Rita
Almeida, Saori A.
Ferrador, Susana
Barbosa, Suzana
Jorge, Thaïs de Mendonça
Ribeiro Jr, Valdir
Souza filho, Washington José de
Title: O clickbait no ciberjornalismo português e brasileiro: o caso português
Issue Date: 2019
Abstract: The paper aims to analyze the incidence of clickbait in Portuguese and Brazilian online journalism. It is part of an activity carried out jointly by Brazilian and Portuguese researchers, in which each group carried out the verification in the Web and Facebook pages of 18 general information vehicles of such countries, each having national coverage, as well as its own production and frequent updates. This article presents the results found in the Portuguese sample that shows a high clickbait index, of 39,6%, when cross-checking the general data. On the other hand, the values are reduced when we look at the 32 indicators individually, all of them with rates below 10%.
Description: A investigação que aqui se apresenta partiu da proposta de analisar a incidência de clickbait no ciberjornalismo português e brasileiro. Faz parte de um projeto desenvolvido em conjunto por investigadores brasileiros e portugueses, em que cada grupo efetuou a verificação em 18 cibermeios de informação geral do seu país com abrangência nacional e com produção própria e atualizada frequentemente, tanto nas páginas Web como no Facebook. Neste artigo apresentamos os resultados encontrados nos 270 títulos/conteúdos que constituíram a amostra portuguesa, que apontam para um índice de clickbait de 39,6%. Analisando individualmente os 32 indicadores, verificamos que nenhum chega aos 10%, destacando-se como valor mais alto a "Informação empolada", presente em 8,5% da amostra.
Subject: Ciências da comunicação
Communication sciences
URI: https://hdl.handle.net/10216/130312
Source: Ameaças ao Ciberjornalismo
Document Type: Capítulo ou Parte de Livro
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Capítulo ou Parte de Livro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
430799.pdf518.12 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.