Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/128928
Author(s): Margarida Queiros da Silva Dias
Title: Risk Factors for Recoarctation and Mortality in Infants Submitted to Aortic Coarctation Repair: A Systematic Review
Issue Date: 2020-05-29
Abstract: Background: Aortic coarctation is a common congenital heart defect that often requires correction at a young age. Currently, success is defined by the achievement of a durable repair with low morbidity and mortality. We sought to systematically review the literature on risk factors for recoarctation and mortality in infants submitted to aortic arch coarctation repair under 1 year of age. Methods: PubMed and Scopus were searched for studies reporting risk factors for recoarctation and mortality from January 1989 to August 2019. Results: Among the 1038 retrieved articles, 18 met the inclusion criteria, with a total of 2891 patients. The extracted risk factors for recoarctation were comprehensively summarized in the following categories: demographic variables, associated anomalies, clinical and repair variables and morphometric variables. Younger age and lower weight were weak determinants of need for reintervention, while smaller aortic arch was a strong predictor of recoarctation. While balloon angioplasty is a clear risk factor for arch restenosis, the chosen surgical technique is not a strong risk factor. Associated minor cardiac anomalies and lower weight at surgery were important risk factors for death. Conclusion: Younger and smaller infants are at increased risk for adverse outcomes when submitted to aortic arch coarctation repair. This is particularly important when associated with smaller arch morphology. Strategies to improve the management of these patients may play a key role in improving their outcomes. Notably, surgical technique was not a strong predictor of recoarctation and mortality, suggesting that the choice of one over the other should be tailored.
Description: Introdução: Coartação da aorta é um defeito cardíaco congénito comum que frequentemente requer correção numa idade precoce. Atualmente, o sucesso desta reparação é determinado pela durabilidade da mesma, com uma baixa morbilidade e mortalidade. Deste modo, realizou-se uma revisão sistemática da literatura sobre fatores de risco para recoartação e mortalidade em crianças até 1 ano de idade que foram submetidas a reparação do arco aórtico. Métodos: Foram pesquisados estudos publicados entre janeiro de 1989 e agosto de 2019 que reportaram fatores de risco para recoartação e mortalidade nas bases de dados PubMed e Scopus. Resultados: Entre os 1038 artigos encontrados, 18 cumpriram os critérios de inclusão, culminando num total de 2891 doentes incluídos na revisão. Os fatores de risco encontrados foram sumariados nas seguintes categorias: variáveis demográficas, anomalias associadas, variáveis clínicas e cirúrgicas e variáveis morfométricas. Uma idade mais jovem e menor peso foram determinantes fracos da necessidade de reintervenção. Por outro lado, um arco aórtico menor é um forte preditor de recoartação. Similarmente, a angioplastia com balão é um fator de risco importante para restenose do arco. No entanto, a técnica cirúrgica escolhida para reparação não demonstrou ser um fator de risco forte para recoartação. Defeitos cardíacos minor associados e baixo peso na cirurgia são fatores de risco importantes que aumentam a mortalidade. Conclusão: Quanto menor a idade e o peso da criança, maior o risco de resultados adversos quando submetidas a reparação da coartação do arco aórtico. Tal é particularmente relevante quando associado a menor morfologia do arco. Estratégias para melhorar a gestão destes doentes podem desempenhar um papel central na melhoria dos resultados desta intervenção. Notavelmente, a técnica cirúrgica não foi um preditor de recoartação e mortalidade importante, sugerindo que a escolha desta deve ser individualizada.
Subject: Ciências médicas e da saúde
Medical and Health sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde
Medical and Health sciences
URI: https://hdl.handle.net/10216/128928
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
Appears in Collections:FMUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
414370.pdfRisk Factors for Recoarctation and Mortality in Infants Submitted to Aortic Coarctation Repair: A Systematic Review1.5 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons