Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/128766
Author(s): Fernando Barbosa Peixoto
Title: Conhecimentos e necessidades de aprendizagem dos estudantes de medicina sobre Cuidados Paliativos
Issue Date: 2020-05-26
Abstract: Introduction: In Portugal, the medical curriculum does not include specific training in palliative care (PC) in all faculties. The aim of this study was to assess the medical students' knowledge in PC as well as their perception of teaching of this topic during their training. Methods: An observational, transversal and analytical study was carried out, with data collected through an original questionnaire for self-completion, developed in Google Forms. The instrument was applied between 16 January and 10 March 2020, to students from the Faculty of Medicine of the University of Porto, who at the date of data collection were attending the 6th curricular year, as well as students who finished medical school in 2019. Sample characterization and the comparison of responses to the various questions in the questionnaire between groups of students was carried out using descriptive and inferential analysis. Results: A total of 182 students answered the questionnaire. Most students considered that they had not received PC training during the course (57.7%) and those who said they had received training considered it insufficient (66.2%). A great majority of students in our sample found it important or very important to include compulsory training in PC in the medical course (81.8%). Students who attended optional PC training rated their knowledge more positively and felt they had received better training in caring for terminally ill patients. In general, the participating students demonstrated basic knowledge in PC. Discussion: Although the number of correct answers per student in the basic PC knowledge evaluation is high, this does not seem to reflect a real preparation to provide PC. Optional PC training seems to produce improvements in the perception of knowledge and ability to care for terminally ill patients, but not to levels at which students feel confident. Conclusion: This study identifies the importance of including a mandatory course in PC given the lack of confidence and preparation in knowledge, communication skills and technical skills that students refer having. It is desirable that specific undergraduate training in the scope of PC becomes a mandatory part of the medical curriculum.
Description: Introdução: O curso de medicina em Portugal não contempla em todas as faculdades formação específica no âmbito de Cuidados Paliativos (CP). O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento sobre CP por parte dos estudantes de medicina e a sua perceção sobre o ensino desta temática durante a sua formação. Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo observacional, transversal e analítico, com dados recolhidos através de um questionário original para autopreenchimento, desenvolvido no Google Forms para o presente estudo. O instrumento foi aplicado entre 16 de janeiro e 10 de março de 2020, a alunos da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, que à data da recolha dos dados frequentavam o 6º ano curricular, bem como a alunos que terminaram o curso de medicina no ano de 2019. A caracterização da amostra bem como a comparação das respostas às várias questões do questionário entre grupos de alunos foi realizada recorrendo a análise descritiva e inferencial. Resultados: Responderam ao questionário 182 estudantes. A maioria destes estudantes consideraram não ter recebido formação em CP durante o curso (57.7%) e os que disseram ter recebido consideraram-na insuficiente (66.2%). A grande maioria dos estudantes que participaram no estudo considera importante ou muito importante incluir formação obrigatória no curso de medicina (81.8%). Estudantes que frequentaram a formação opcional em CP avaliaram o seu conhecimento de forma mais positiva e sentem ter recebido melhor formação no cuidado a doentes terminais. No geral os alunos participantes demonstraram possuir conhecimentos básicos em CP. Discussão: Apesar de o número de respostas certas por estudante ser elevado na avaliação de conceitos básicos de CP isso não parece traduzir uma verdadeira preparação para a prestação de CP. A formação opcional em CP parece produzir melhorias na perceção de conhecimento e capacidade de cuidar de doentes terminais, mas não para níveis em que os estudantes se sintam confiantes. Conclusão: Este estudo identifica a importância de se incluir uma unidade curricular obrigatória em CP dada a falta de confiança e preparação em conhecimento, capacidade de comunicação e competências técnicas que os estudantes referem ter. É desejável que a formação específica pré-graduada no âmbito de CP faça parte obrigatória do currículo médico.
Subject: Ciências da saúde
Health sciences
Scientific areas: Ciências médicas e da saúde::Ciências da saúde
Medical and Health sciences::Health sciences
URI: https://hdl.handle.net/10216/128766
Document Type: Dissertação
Rights: restrictedAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Appears in Collections:FMUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
414300.pdf
  Restricted Access
Conhecimentos e necessidades de aprendizagem dos estudantes de medicina sobre Cuidados Paliativos2.88 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons