Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/123981
Author(s): Daniela Filipa Ventura Ferreira
Title: A relação do género, relações amorosas, satisfação sexual e saúde mental com a solidão
Issue Date: 2019-11-11
Description: O estudo da solidão nos estudantes universitários é cada vez mais relevante. Estaideia é sustentada pela posição de risco que este grupo populacional assume, em comparaçãocom os demais, na experienciação desse fenómeno psicológico. A presente investigação tevecomo principal propósito identificar e caracterizar a associação entre a solidão (amorosa,familiar e social) e o género, relações amorosas, satisfação sexual e outras variáveis quecaracterizam a saúde mental (ansiedade, depressão e stress) neste grupo populacional.A amostra foi constituída por 181 estudantes universitários(M = 20.6; DP = 2.30) eforam utilizadas, para além dos dados demográficos, as seguintes medidas: Escala da SolidãoSocial e Emocional (SELSA-S; Fernandes & Neto, 2009) para a mensuração dos três tiposde solidão; Escala de Satisfação com a Vida Sexual (SWSLS; Neto, 2012) para a mensuraçãoda satisfação sexual; a Escalas de Ansiedade Depressão e Stress (EADS-21; Pais- Ribeiro,Honrado, & Leal, 2004) para a avaliação da saúde mental dos participantes.Optou-se pela realização de duas One-way ANOVA para detetar possíveis diferençasentre grupos no que se refere o género e as relações amorosas, correlações bivariadas paraavaliar as associações entre as variáveis em estudo, e regressões lineares múltiplas paraverificar o valor preditor das variáveis supracitadas. Os resultados mostraram: diferenças degénero na solidão, sendo que os homens apresentaram níveis superiores de solidãoemocional e familiar; níveis de solidão romântica superiores nos indivíduos sem uma relaçãoromântica; correlações significativas e positivas entre os três tipos de solidão e a ansiedade,stress e depressão e negativas com a satisfação sexual; que as relações amorosas e asatisfação sexual eram os melhores preditores da solidão romântica, a depressão configurou-se como um preditor significativo da solidão familiar e a satisfação sexual e a depressãopreditores significativos da solidão social. Estes resultados caracterizam de uma formainteressante a experienciação da solidão. As possíveis implicações destes resultados, assimcomo as limitações e sugestões para futuros estudos são apresentadas seguidamente.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 202311678
URI: https://hdl.handle.net/10216/123981
Document Type: Dissertação
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
365748.pdf
  Restricted Access
A relação do género, relações amorosas, satisfação sexual e saúde mental com a solidão506.42 kBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.