Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/123892
Author(s): Ana Maria Moreira da Silva
Title: Do silêncio à aceitação: percursos e desafios das famílias de pessoas trans* em Portugal
Issue Date: 2019-11-12
Description: Este estudo, de carácter exploratório, tem o objetivo compreender as vivências,significados e experiências das mães e/ou pais face à aceitação do coming-out dos/asfilhos/as trans* na família alargada.A reflexão acerca das envolvências das vidas das pessoas trans* tornou evidentea importância do apoio familiar (Moreira, 2014) não só da família nuclear, como dafamília alargada. Suscitou ainda interrogações acerca do papel que a família alargadapoderia desempenhar (se seria um papel de suporte, quer para a própria pessoa trans,quer para a sua família nuclear ou, se pelo contrário, poderia interferir negativamente nasituação, dando origem a constrangimentos e sofrimentos acrescidos). Através darevisão da literatura, percebeu-se a lacuna existente na investigação ao nível destasfamílias e a importância da realização de um estudo nessa temática na populaçãoportuguesa.Para a concretização deste trabalho, foram realizadas 12 entrevistas individuais,semiestruturadas, a mães e pais de pessoas trans (9 mães e 3 pais). A sistematização eanálise dos dados foi efetuada de acordo com as propostas de Braun e Clarke (2006), eda qual emergiram quatro temas principais: (i) conceções de género; (ii) necessidades;(iii) vivências nas relações face ao coming out; (iv) significados e emoções). Estestemas representam o percurso realizado, e os desafios enfrentados por estas mães e porestes pais, desde o silêncio imediato ao coming out das/os suas/seus filhas/filhos até àaceitação e coming out familiar.Através dos discursos das/os participantes retiraram-se algumas conclusões dasquais se salientam: a importância da família alargada enquanto local de pertença esuporte para as/os mães e pais de pessoas trans*; que as mães e pais de pessoas trans*necessitam do apoio da família alargada e que este seja demonstrado de forma clara einequívoca; e que reações apoiantes da família alargada estreitam laços afetivos,enquanto que reações neutras ou negativas levam ao afastamento e/ou rotura derelações. Salienta-se ainda o papel das/irmãs/os enquanto aliados preferenciais das mãese pais de pessoas trans*.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 202311376
URI: https://hdl.handle.net/10216/123892
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
365451.pdfDo silêncio à aceitaç�\xA3o: percursos e desafios das famílias de pessoas trans* em Portugal746.52 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.