Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/120929
Author(s): Filipa Monteiro César Ferreira
Title: Diferentes modelos de maternidade e suas implicações: motivações, expectativas e realidades de mães portuguesas
Issue Date: 2019-06-19
Description: A presente investigação teve por objetivo identificar o modelo dematernidade predominante na sociedade portuguesa, e as suas principaiscaracterísticas e consequências no bem-estar das mães. Para o efeito realizámos quatro estudos subsequentes e interligados. Oprimeiro estudo incidiu sobre a rede social mais utilizada em Portugal, onde foramidentificados todos os grupos fechados e páginas públicas portugueses criados porou dirigidos a mães, tendo sido feita uma análise de conteúdo das suas descriçõese publicações marcadas com o objetivo de aferir o modelo de maternidade nelesdifundido. No segundo estudo, foram selecionados duas páginas públicas e doisgrupos fechados do universo de análise do estudo anterior, onde se identificaramos sentimentos associados à maternidade decorrentes da adesão àquele modeloatravés da análise qualitativa e quantitativa da sua ocorrência. O terceiro estudoanalisou os temas de capa da revista dirigida a mães e pais mais vendida emPortugal com o objetivo de verificar em que medida é promovido o envolvimentodos pais no cuidado e educação dos/as filhos/as e qual o impacto desteenvolvimento no modelo de maternidade evidenciado anteriormente. Por fim, noúltimo estudo foram entrevistadas mães portuguesas licenciadas sobre a formacomo elas articulam os seus projetos de maternidade e profissionais e qual osentimento de autoeficácia decorrente da sua gestão do quotidiano. A articulação dos resultados destes quatro estudos permitiu a identificaçãoda hegemonia de um modelo de maternidade intensivo em Portugal, centradoessencialmente na criança e no seu bem-estar, de extrema exigência para as mães,as quais nem sempre conseguem gerir a sua vida familiar e profissional de formasatisfatória. Apesar de este modelo reforçar desigualdades de género nos papéisfamiliares e nos cuidados dos/as filhos/as, nota-se o envolvimento progressivo dospais, que tendem a integrar um modelo de parentalidade igualmente intensivo, maisdo que a aliviar as exigências e consequências do modelo de maternidadepromovido socialmente e implementado pelas mães. As consequências da hegemonia do modelo de maternidade intensivo sãodiscutidas à luz das decisões das mulheres em serem mães, quando e de quantosfilhos/as, e dos efeitos dessas decisões nos índices de natalidade em Portugal.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 101508174
URI: https://hdl.handle.net/10216/120929
Document Type: Tese
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
340446.pdfDiferentes modelos de maternidade e suas implicações: motivações, expectativas e realidades de mães portuguesas13.72 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.