Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/120557
Author(s): Marques, André Evangelista
Barroca, Mário
Amaral, Luís Carlos
Title: As incursões vikings no Norte de Portugal
Issue Date: 2018
Abstract: A significant body of research, recently revived,has gathered some information about Viking expeditions tothe Iberian shores between the 9th and early 12thcenturies, drawing mostly on narrative sources (Nordic,Latin and Arabic). Very little is known, though, about thescenario that the Vikings actually encountered when theymoored along this coast or entered its estuaries and aboutthe types of interaction involved in (and ensuing) theirattacks; which is the kind of issue best approachedthrough local records. Using both archaeological andwritten sources, this paper aims to reassess the scantyevidence available to us on the Portuguese Christian areain order to answer a basic question: was such interactionall about violence and loot? We shall first look at coastalsettlement, traditionally seen as being very sparse,although this image owes much to the geographicalcoverage of the extant records. Then we shall dwell onthree main aspects of the Vikings interaction with localpeople: (i) their attacks, as viewed from the standpoint oflocals, (ii) the ransoms these had to pay to have theircaptive relatives released, and (iii) some places that mightsuggest some kind of Viking settlement.
Description: Uma corrente de investigação já antiga, mas recentemente renovada, foi capaz de reunir alguma informação sobre as expedições vikings à Península Ibérica entre o século IX e os inícios do XII, colhendo-a sobretudo em fontes narrativas (tanto nórdicas, como latinas e árabes). No entanto, sabemos pouco sobre o cenário que os vikings encontraram quando aportaram a esta costa ou entraram pelos seus estuários, e sobre os tipos deinteracção envolvida nos seus ataques (ou deles decorrente), um tema cujo estudo não pode dispensar as fontes locais. Recorrendo tanto a fontes materiais como escritas, a presente comunicação procura reavaliar a escassa informação disponível sobre o território português cristão, por forma a responder a uma questão essencial: aviolência e a pilhagem resumem toda a história dessa interacção? Começaremos por equacionar o problema dopovoamento litoral, tradicionalmente tido como sendo muito rarefeito, embora esta imagem deva muito àcobertura geográfica da documentação conservada. Em seguida, analisaremos três aspectos da interação entre os vikings e as populações locais: (i) os ataques, vistos da perspectiva destas populações, (ii) os resgates que tiveram de pagar para libertar os seus familiares cativos e (iii) alguns lugares que parecem sugerir um qualquer tipo de assentamento viking.
Subject: História
History
URI: https://hdl.handle.net/10216/120557
Source: Mil anos da incursão normanda ao Castelo de Vermoim
Document Type: Capítulo ou Parte de Livro
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Capítulo ou Parte de Livro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
333565.pdf641 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.