Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/117847
Author(s): Inês Maria Dias Vieira
Title: Estudo preliminar sobre o uso de narrativas visuais com jovens institucionalizados/as
Issue Date: 2018-12-07
Description: O conceito de criança foi sofrendo várias modificações ao longo do tempo. Seantes a criança era considerada um mero ser biológico, com o surgimento das primeirasescolas este conceito alterou-se. A criança passou a ter um estatuto diferente, sendo oseu bem-estar o primordial. Assume-se e é vista, atualmente, como um ser inteligente,persistente, competente e imaginativo. Tem a capacidade para detetar e perceber omundo que a rodeia e de o interpretar à sua maneira, principalmente tendo porreferência as culturas adultas. Esta passa a ser encarada como ser com direitos,destacando-se o direito de participação por ser um dos mais relevantes.A presente investigação teve origem na experiência académica da investigadora,bem como nos seus interesses, experiências e preocupações pessoais. Como educadorasocial privilegio as questões da participação e cidadania, assumindo-se estas comodimensões inseparáveis para a construção do processo de autonomização das crianças ejovens em perigo. A falta de resultados ao nível da autonomia e a ausência da voz dascrianças e jovens em perigo em algumas investigações respeitantes a esta matériapossibilitou o questionamento quanto à melhor forma de abordar, pensar e construir aautonomia. Debruçando-se a investigação sobre a autonomia de crianças e jovensinstitucionalizados/as.Foi a pensar numa investigação e num processo de autonomia que privilegie osdireitos, inclusive e principalmente a participação destes/as jovens, que foi delineada apresente investigação. Trata-se de um estudo preliminar acerca do uso de narrativasvisuais com jovens institucionalizados/as acerca do seu processo de autonomia, cujo oprincipal objetivo é compreender as principais vantagens e implicações do seu uso. Esteé um estudo de natureza qualitativa, tratando-se de uma etapa de um processo deinvestigação-ação.Construída a presente dissertação no âmbito do domínio de Cultura, Inclusão eIntervenção Educativa esta irá se debruçar sobre a infância e sua contextualizaçãohistórica, bem como da autonomia. Damos relevo arte, destacando o seu potencialartístico, social e formador. Ainda que o seu uso não seja do consenso de váriaspersonalidades cientifícas, a arte assume um papel importante por possibilitar, emparalelo com outros métodos, o acesso a memorias e experiências que de outra formanão seria possível. Através da construção de narrativas visuais, um processo de arte participativa, pretender-se-a dar tempo e espaço para que crianças e jovens, individual ecoletivamente, reflitam de forma visual e simbólica acerca das práticas institucionaisque poderão, ou não, comprometer o seu processo de autonomização. Tal permite atomada de voz por parte dos/as participantes e uma maior consciencialização acerca dotema.
Subject: Ciências da educação
Educational sciences
Scientific areas: Ciências sociais::Ciências da educação
Social sciences::Educational sciences
TID identifier: 202160610
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/117847
Document Type: Dissertação
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
304116.pdf
  Restricted Access
Estudo preliminar sobre o uso de narrativas visuais com jovens institucionalizados/as1.53 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.