Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/116836
Author(s): Tânia Raquel Rodrigues Ferreira
Title: Separação conjugal e famílias de origem
Issue Date: 2018-11-15
Description: Tem-se constatado em Portugal um grande número de separações/divórcios emrelações de curto prazo [>5 anos]. Apesar da inúmera investigação neste domínio surgiu ointeresse em entender melhor estas separações/divórcios tão prematuros. Teoricamente, adiferenciação relativamente às famílias de origem e os modelos familiares, parecem duasvariáveis pertinentes para análise, isto, na medida em que do ponto de vista clínico estescasais apresentam dificuldade ao nível da diferenciação. Neste sentido decidimos fazer umestudo exploratório que teve por base uma amostra de 15 participantes do sexo feminino. Ametodologia de investigação subjacente a este estudo foi de cariz qualitativo, integrando umaentrevista semiestruturada e consequente análise através do software QSR NVivo 11.Os resultados obtidos parecem revelar que existe influência da família de origem naseparação conjugal, nomeadamente ao nível da diferenciação dos cônjuges face à família deorigem, e no que concerne aos modelos familiares construídos na vivência com as respetivasfamílias.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 202156214
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/116836
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
298944.pdfSeparação conjugal e famílias de origem413.98 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.