Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/116618
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorJoana Filipa Alves Veloso da Costa
dc.date.accessioned2019-01-31T08:51:21Z-
dc.date.available2019-01-31T08:51:21Z-
dc.date.issued2018-11-14
dc.date.submitted2018-11-16
dc.identifier.othersigarra:297972
dc.identifier.urihttps://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/116618-
dc.descriptionA mudança comportamental em saúde é um grande desafio em contextos práticos.Por este motivo, compreender a motivação dos indivíduos para se envolverem emcomportamentos de prevenção de saúde é fundamental. O Cancro do Colo do Útero é umdos cancros com maior incidência nas mulheres de todo o mundo, apesar de ser um dosmais evitáveis. O principal objetivo deste estudo foi compreender o papel dos fatoresmotivacionais no envolvimento de jovens universitárias em comportamentos relacionadoscom a prevenção do CCU. Utilizou-se um questionário de base teórica construído para oefeito, avaliando o conhecimento, a motivação, a intenção e o comportamento relacionadoscom a prevenção do CCU. Adicionalmente, o estudo procurou explorar, através deentrevistas individuais, as perspetivas das estudantes universitárias relativamente aosfatores que consideram fundamentais para promover a adesão aos comportamentospreventivos, a importância de utilizar o vídeo como recurso nessa área e a natureza dealgumas lacunas no conhecimento e na realização dos comportamentos associados àprevenção do CCU. Participaram no estudo 71 estudantes universitários do sexo feminino.As entrevistas semi-estruturadas foram realizadas com uma amostra independente de 10estudantes universitárias. Os resultados mostram que as estudantes universitárias têm umconhecimento moderado sobre o CCU e, em geral, apesar de motivadas, não realizam osprincipais comportamentos preventivos. A análise da regressão aponta para a autoeficáciae a proximidade com o cancro, como preditores significativos da adesão aoscomportamentos preventivos do CCU nesta população. Adicionalmente, nas entrevistasindividuais, as estudantes consideram a frequência e atratividade da informação, oconhecimento, a proximidade, a iniciativa própria, o conhecimento consciente, asuscetibilidade percebida e o custo, como fatores que podem contribuir para aumentar asua adesão aos comportamentos preventivos. Este estudo permitiu compreender dimensõesrelevantes na prevenção do CCU, o que pode contribuir para a elaboração de programas depromoção da saúde, em particular com recurso ao vídeo.
dc.language.isopor
dc.rightsrestrictedAccess
dc.subjectPsicologia
dc.subjectPsychology
dc.titleMotivação para a saúde: fatores explicativos da adesão à prevenção do cancro do colo do útero
dc.typeDissertação
dc.contributor.uportoFaculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
dc.identifier.tid202155412
dc.subject.fosCiências sociais::Psicologia
dc.subject.fosSocial sciences::Psychology
thesis.degree.disciplineMestrado Integrado em Psicologia
thesis.degree.grantorFaculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
thesis.degree.grantorUniversidade do Porto
thesis.degree.level1
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
297972.pdf
  Restricted Access
Motivação para a saúde: fatores explicativos da adesão à prevenção do cancro do colo do útero1.07 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.