Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/112966
Author(s): Adriana Pimentel Marques dos Santos
Title: Burnout e stress em professores do nordeste transmontano
Issue Date: 2018-07-06
Description: Perante todas as mudanças a nível social e político que têm surgido ao longo dosúltimos anos, bem como devido à crise económica que afetou Portugal, surgiram alteraçõesno sistema de ensino e, consequentemente, nas tarefas dos professores, como por exemploaumento de alunos por turma, sobrecarga de horário dos professores ou adiamento da idadede aposentação, gerando mal-estar psicológico e stress no trabalho. Este estudo tem comoobjetivo conhecer os níveis de burnout e identificar as principais fontes de stress nosprofessores de diversas escolas do Nordeste Transmontano, verificando se variam emfunção de características sociodemográficas e profissionais.Foi inquirida uma amostra de 220 professores a lecionar nas escolas do distrito deBragança, que, de forma voluntária, preencheram o Oldenburg Burnout Inventory (OLBI,Halbesleben & Demerouti, 2005; Campos, Carlotto & Maroco, 2012) e o Questionário deStress nos Professores (IPSSO, Mota-Cardoso et al., 2002).Os resultados revelam que a amostra apresenta valores moderados de burnout eavalia as fontes de stress também com níveis moderados, destacando-se o estatutoprofissional, pressões do tempo e ritmo de trabalho como sendo as fontes que maisprovocaram stress nos participantes. O sexo e o local de residência influenciam a exaustão,sendo esta mais elevada no sexo feminino e nos professores deslocados de casa. Odesinvestimento é influenciado pelo local de residência e pelo estado civil, sendo osvalores mais elevados em professores deslocados e solteiros. Mais idade e anos deexperiencia estão correlacionados negativamente com o stress provocado pela segurançaprofissional, e o desinvestimento aumenta com a experiência profissional. Apenas ascaracterísticas sociodemográficas são preditoras do burnout, explicando 46% da exaustão(nomeadamente o ser mulher e estar deslocado em serviço) e 44% do desinvestimento (sernão casado e estar deslocado em serviço). O tema do burnout e do stress parece ser cadavez mais pertinente para o futuro no que se refere ao bem-estar psicológico dostrabalhadores, sendo preocupante quando do desempenho destes dependem outras pessoas,como o caso dos professores e da sua relação profissional com os estudantes. Os resultadosdeste estudo evidenciam a necessidade de serem postas em práticas políticas de trabalho ede promoção da saúde ocupacional que visem combater e prevenir estas problemáticas.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 201970244
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/112966
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
273508.pdfBurnout e stress em professores do nordeste transmontano767.9 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.