Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/108431
Author(s): Mónica Filipa Cruz Moreira
Title: Avaliação do conhecimento numérico e da ansiedade à matemática no 1.º ciclo do ensino básico
Issue Date: 2017-11-13
Description: A matemática é uma área essencial na vida quotidiana e na participação emsociedade. A literatura empírica aponta para o facto de nascermos com uma intuiçãonumérica que estaria na base do desenvolvimento das competências matemáticas. Estaspermitem a nossa adaptação às ferramentas culturais e às regras matemáticas, que por suavez possibilitam a nossa participação na sociedade. O desenvolvimento das competênciasnuméricas, que decorrem de capacidades inatas, depende das influências contextuais e dasexperiências com o número, que se iniciam mesmo antes da escolarização. É umaresponsabilidade social dos órgãos governativos responsáveis pela educação assegurar umcurrículo de matemática adequado - o Programa e Metas curriculares de Matemática doEnsino Básico - e um ambiente adequado para a educação, que atenue as diferenças deconhecimento numérico. No entanto, na generalidade, as escolas não estão preparadas paralidar com fatores emocionais que interferem com a aprendizagem, como a ansiedade. Aansiedade à matemática é por norma associada a um baixo desempenho matemático.Embora esta relação seja bem estudada em adolescentes e adultos, um número limitado deestudos examinou como a ansiedade matemática afeta os alunos do ensino primário. Esteestudo visa colmatar esta lacuna. Assim, os seus objetivos principais foram a análise dodesempenho numérico e a ansiedade à matemática, bem como a análise de instrumentosadequados para esses fins. Para tal, desenvolveu-se o Teste do Conhecimento Numérico(TCN), que está alinhado com os objetivos do programa curricular e metas do ensinomatemático, e adaptou-se a escala de Ansiedade à Matemática Para Crianças (AMC). Estesinstrumentos foram aplicados a 104 alunos (do 1º ao 4º ano) de uma escola no norte dePortugal. Os resultados confirmam que os dois instrumentos possuem característicaspsicométricas adequadas ao contexto português. Para além disso, verificou-se a correlaçãoentre o nível de ansiedade matemática e o rendimento académico matemático; para os alunosdo 3 º aluno, foi detetada uma correlação entre a pontuação do TCN e o nível de ansiedadeobtido na AMC. Estes resultados acentuam a necessidade de um maior estudo da associaçãoentre o rendimento matemático e a ansiedade, bem como a premência da validação, para apopulação portuguesa, de instrumentos direcionados para o conhecimento numérico e daansiedade à matemática.
Subject: Psicologia
Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
TID identifier: 201758741
URI: https://hdl.handle.net/10216/108431
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
226901.pdfAvaliação do conhecimento numérico e da ansiedade à matemática no 1.º ciclo do ensino básico1.57 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.