Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/10115
Author(s): Martins, Amadeu Manuel Quelhas
Title: As Manifestações clínicas da depressão na adolescência
Publisher: Universidade do Porto. Reitoria
Issue Date: 2000
Abstract: A presente investigação começou com uma revisão teórica relativa à adolescência e aos seus concomitantes,às Perturbações Depressivas, e ao suicídio como a mais perturbadora das suas consequências.Como instrumento de avaliação para o despiste de sintomatologia depressiva, o Inventário de Depressão de Beck (BDI) é um dos testes psicológicos mais frequentemente utilizados. O presente estudo pretendeu avaliar a sintomatologia depressiva numa amostra não- -clínica de adolescentes portugueses através da administração da versão mais recente do BDI, o BDI-II. 775 adolescentes com uma média de idades de 16,9 anos (DP=1,25) preencheram totalmente o BDI-II e um questionário sócio-demográfico. 83 sujeitos com uma vasta gama de pontuações totais no BDI-II foram então submetidos a uma entrevista clínica segundo os critérios clínicos da DSM-IV,de forma a cumprir os procedimentos de validação. A média de pontuações totais no BDI-II da presente amostra foi de 10.31 (SD=8.3). O coeficiente alfa da escala foi de 0,89, revelando uma fiabilidade adequada para a sua utilização. A curva ROC foi utilizada para a obtenção do ponto de corte ideal, resultando no valor de 13 da pontuação total do BDI-II. Foi então calculada uma matriz de intercorrelações demonstrando provas da existência de validade factorial. Procedeu-se a uma Análise Factorial de Componentes Principais repetidos e rodados segundo o método Promax para investigar a validade factorial da escala e indagar sobre características clínicas do peso dos itens. Foram extraídas três componentes principais de sintomatologia depressiva auto--relatada e daí identificadas, nomeadamente, uma dimensão cognitiva, uma somática e uma dimensão afectiva, com diferentes itens contribuindo para cada uma. Dos resultados obtidos, algumas variáveis evidenciaram associações consistentes com a sintomatologia depressiva, especialmente o género, as variáveis relativas ao suporte familiar e à qualidade do sono. Curiosamente, os consumos de ...
Description: Dissertação de Mestrado em Psiquiatria e Saúde Mental apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
URI: http://hdl.handle.net/10216/10115
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2957_TM_01_C.pdfVolume 01 Cores42 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
2957_TM_01_P.pdfVolume 01 Preto & Branco8.56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.