Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/100299
Author(s): F. M. Oliveira
Fernando Barbosa
Title: Influência da ansiedade nos limiares de percepção à estimulação nociceptiva: um estudo psicofísico
Issue Date: 2006
Abstract: Objective: this study was designed to verify the influence of state-anxiety on the perceptive threshold of nociceptive stimulation, through the administration of electric impulses under controlled conditions and environment. Methods: 60 male healthy participants were selected to the study, on the basis of a semi-structured interview for control purposes; participants were later divided in two sub-groups, depending on their state-anxiety levels (NAE) obtained from STAI-Y - one group of high state-anxiety level (GNEAE) and another of low state-anxiety level (GNBAE). Then, correlations between NAE and Pain Perception Thresholds (LPD) were analyzed, and differences between higher and lower state-anxiety groups were estimated regarding LPD. Results: though weak, a negative correlation between NAE and LPD was found and, above all, the LPDs of GNEAE and GNBAE groups were significantly different, with the first one evidencing a lower pain perception threshold. Conclusion: as expected, raised state-anxiety was expressed in a decreased nociceptive perception threshold. Some explanatory hypothesis are advanced for the results.
Description: Objectivo: este estudo teve como objectivo verificar a influência da ansiedade sobre o limiar de percepção à estimulação nociceptiva, através da administração de impulsos eléctricos sob condições e em ambiente controlados. Métodos: foi constituída uma amostra de 60 participantes do sexo masculino, com base numa entrevista semi-estruturada de pré-selecção e controlo, posteriormente dividida em dois subgrupos, utilizando como variável de critério o nível de ansiedade-estado (NAE) medido através do Inventário de Ansiedade Estado-Traço de Spielberger - STAI-Y. Constituiu-se, assim, um grupo de nível elevado de ansiedade-estado (GNEAE) e um outro de nível baixo de ansiedade-estado (GNBAE). Foram, então, observadas as correlações entre o NAE e o Limiar de Percepção à Dor (LPD) e analisadas as diferenças de limiares entre os participantes do GNEAE e do GNBAE. Resultados: encontrou-se uma correlação negativa, embora fraca, entre o NAE e o LPD e, sobretudo, constatou-se que os LPD dos grupos GNEAE e GNBAE se diferenciam significativamente, com o primeiro a evidenciar um limiar menor de percepção à dor. Conclusões: como era esperado, o um nível de ansiedadeestado mais elevado traduziu-se numa diminuição do limiar de percepção nociceptiva. Termina-se com hipóteses explicativas para os resultados encontrados.
Subject: Psicologia clínica, Psicologia
Clinical psychology, Psychology
Scientific areas: Ciências sociais::Psicologia
Social sciences::Psychology
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/100299
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FPCEUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
83074.pdf
  Restricted Access
4.32 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.