Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/9975
Author(s): Frade, Josefina Maria Froes da Veiga
Title: Relação de ajuda em Enfermagem : Perspectivas sobre a prática e a formação
Publisher: Universidade do Porto. Reitoria
Issue Date: 1999
Abstract: O Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros refere, como uma das características dos cuidados de enfermagem, o estabelecimento de uma relação de ajuda com o utente. Partindo deste princípio, a Relação de Ajuda impõe-se como uma vertente essencial a ser contemplada na formação inicial dos enfermeiros, implicando o desenvolvimento de uma competência relacional. Nesse sentido, procurou-se com este estudo conhecer a percepção que os alunos do Curso de Bacharelato de Enfermagem têm sobre a Relação de Ajuda desenvolvida na sua prática dos Ensinos Clínicos. Assim, tendo como eixo principal a abordagem à Relação de Ajuda, quer na perspectiva rogeriana, quer nas diferentes configurações que esta tem tomado na evolução da profissão, procedeu-se a um enquadramento teórico, privilegiando a clarificação e definição operacional deste conceito orientado para o cuidar, a fim de compreendê-lo na sua relação com o processo formativo que lhe está subjacente. Foi realizado um estudo descritivo de natureza exploratória e quantitativo, que envolveu sessenta e três alunos de duas Escolas Superiores de Enfermagem. Utilizando como instrumento de colheita de dados o Inventário de Relações Interpessoais de Barrett-Lennard, chegámos aos seguintes resultados: o desenvolvimento da competência relacional através de técnicas de comunicação e/ou da experiência vivenciada tem diferente impacto na aquisição de atitudes relacionais positivas. Uma orientação assente no elemento vivenciado favorece o desenvolvimento das qualidades facilitadoras presentes na Relação de Ajuda (empatia, congruência, respeito e incondicionalidade). Estes resultados são consonantes com a configuração que a vertente relacional toma no cuidar, ou seja, como uma matriz atitudinal, e permitem-nos identificar a necessidade de utilizar novas metodologias no desenvolvimento desta competência nos alunos, bem como verificar a necessidade de proceder a alterações nos currícula.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciências da Enfermagem apresentada ao Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto
URI: http://hdl.handle.net/10216/9975
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:ICBAS - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2967_TM_01_C.pdfVolume 01 Cores43.69 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
2967_TM_01_P.pdfVolume 01 Preto & Branco7.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.