Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/9757
Author(s): Belo, Luís Filipe Barbosa Amado
Title: Inflammatory modifications in human pregnancy = Modificações inflamatórias na gravidez humana
Publisher: Universidade do Porto. Reitoria
Issue Date: 2003
Abstract: A gravidez humana normal desencadeia uma resposta inflamatória, que envolve vários órgãos e sistemas, e que é normalmente bem tolerada pelo organismo materno. Contudo, em gravidezes complicadas, tal como na pre-eclâmpsia (PE), uma perturbação hipertensiva característica da gravidez humana, os mecanismos reguladores da inflamação fisiológica poderão não funcionar correctamente.Apesar de intensa investigação na área da gravidez humana, algumas das modificações que ocorrem no sangue materno são ainda controversas e/ou não foram exploradas. Além disso, não existe também conformidade sobre se a PE representa uma forma exacerbada da inflamação que ocorre na gravidez normal.Este trabalho investigou, de uma forma transversal e longitudinal, alterações sistémicas que ocorrem com a gravidez e durante os três trimestres de gestação, com um interesse particular em variáveis bioquímicas que poderão estar alteradas como uma consequência do processo inflamatório. Essas mesmas variáveis foram também usadas para comparar mulheres grávidas normais e pre-eclâmpticas no terceiro trimestre de gestação. Mais ainda, variantes genéticas foram investigadas no sentido de avaliar o seu potencial envolvimento na PE.O estudo laboratorial englobou a avaliação de proteínas de fase aguda [proteína C reactiva (CRP) e haptoglobina], da função hepática (aminotransférase do aspartato e aminotransférase da alanina), do perfil lipídico e lipoproteico tradicional, juntamente com a quantificação do tamanho das LDL (tamanho predominante e médio das partículas) e das LDL oxidadas, do estado antioxidante total, e de variáveis relacionadas com a coagulação (fibrinogénio e plaquetas) e com a fibrinólise [activador do plasminogénio tecidular (t-PA), inibidor do activador do plasminogénio tipo 1, e D-dímero]. Foram também quantificados os leucócitos (contagem total e diferencial) e a activação dos neutrófilos, sendo esta determinada pela avaliação dos níveis plasmáticos de elástase e lactoferrina. O eritrócit ...
Description: Dissertação de Doutoramento apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto
URI: http://hdl.handle.net/10216/9757
Document Type: Tese
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
4424_TD_01_C.pdfVolume 01 Cores61.69 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
4424_TD_01_P.pdfVolume 01 Preto & Branco14.05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.