Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/90611
Author(s): Maria João Pedro Soares
Title: Práticas de intervenção no património edificado, a cargo de entidades públicas. Dois casos no centro histórico do Porto.
Issue Date: 2013-11-13
Abstract: This study starts with the desire to know the course and evolution of the urban regeneration in the city of Porto, focusing on its interventions in the housing tissue with patrimonial character. In this context, the analysis is carried out before different actions over a group of buildings in physical declination, which belong mostly to older tissues, having an insignificant recognition as a cultural value, conditioning and being conditioned by an over occupation and an insufficient supply of housing quality.In the beginning of 20th century entered a force into Portugal with a will to renew the unhealthy areas of the cities by setting up hygienist plans. It's in the 60s that the intervention in the historical centers begins to show differences in its objectives and principles, showing the preeminence of safeguarding the architectural heritage existing in these areas. This period coincides with a crucial stage in the evolution of the urban rehabilitation concept. After the April Revolution emerges the first institutions that provides the attention given to the concerns of the residents, whose stay is compromised by the actions of urban regeneration. This work is about that movement in the city of Porto and its development until now. Throughout this chronological path, there is a duality of strategies, prompted by different needs and interests. Taking into account this situation, two public entities have been selected for analysis, the CRUARB and Porto Vivo, SRU, which over the historical conglomerate of Porto, in its former operations, shows this divergence. This work is based on the demand for specific modes of action and architectural preservation, as well as their implications in the social and urban tissue, given particular attention to two cases that represent each approach: plots of Quarteirão QIII of Operação Ribeira-Barredo and Unidade de Intervenção do Quarteirão Carlos Alberto.In fact, the rehabilitation of buildings is a crucial component of urban regeneration. However, in the central conglomerate of Porto, we identify issues also outside their physical dimension. It is believed these spaces should be restructured and appropriated in a social and cultural level, depending on a realistic analysis that promotes the necessary transformations and maintains its relevance.
Description: O estudo apresentado parte de uma vontade em conhecer o percurso e a evolução da regeneração urbana da cidade do Porto, focando as intervenções no seu tecido habitacional de carácter patrimonial. Neste contexto, a análise é desenvolvida perante diferentes acções sobre conjuntos edificados em declínio físico que, pertencentes na sua maioria aos tecidos mais antigos, possuem um insignificante reconhecimento como valor cultural, condicionando e sendo condicionados pela sobreocupação e oferta de insuficiente qualidade para habitação.No início do século XX ainda vigora em Portugal uma disposição para a renovação das áreas insalubres das cidades através da definição de planos de índole higienista. É na década de 60 que a intervenção nos núcleos históricos começa a apresentar diferenças nos objectivos e princípios evidenciando-se, a pouco e pouco, a preeminência da salvaguarda do património arquitectónico presente nestas áreas, período que coincide com uma fase determinante para a evolução do conceito de reabilitação urbana. Após a Revolução de Abril surgem as primeiras equipas e instituições que se evidenciam pela atenção aos anseios dos residentes cuja permanência é comprometida pelas acções de regeneração urbana. O presente trabalho compreende esse movimento na cidade do Porto e seu desenvolvimento até à actualidade. Ao longo deste percurso cronológico, regista-se uma dualidade de estratégias, desencadeadas por carências e interesses diferentes. Tendo em conta a situação, seleccionam-se para análise duas entidades públicas, o CRUARB e a Porto Vivo, SRU, que sobre o aglomerado histórico portuense, nas suas operações primeiras, apresentam essa divergência. O trabalho balança-se na procura de especificidades dos modos de actuação e preservação arquitectónica, bem como suas implicações no tecido social e urbano, recorrendo a uma atenção particular para dois casos que representam cada uma das abordagens: parcelas do Quarteirão QIII da Operação Ribeira-Barredo e a Unidade de Intervenção do Quarteirão Carlos Alberto.Com efeito, entende-se a reabilitação do edificado como componente determinante da regeneração urbana. No entanto, no aglomerado central do Porto, ainda que não se cinja unicamente a este, identificam-se também problemas externos à sua dimensão física. Crê-se que estes espaços devem ser reestruturados funcionalmente e a nível social e cultural reapropriados, dependendo de uma análise realista que promova as transformações necessárias e defenda as permanências concluídas relevantes.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 201545470
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/90611
Document Type: Dissertação
Rights: restrictedAccess
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
23566.pdf
  Restricted Access
Práticas de intervenção no património edificado, a cargo de entidades públicas. Dois casos no centro histórico do Porto.44.98 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.