Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/8955
Author(s): Paula Guerra
Title: Cenários portuenses de insegurança. Contributos do interaccionismo simbólico para uma análise da construção mediática do desvio
Issue Date: 2002
Abstract: In this article we will study the social problems from the perspective that the study of the emergence of a social problem is one of the best developers of this work of 'construction of reality' to regain the title of a famous work of Sociology, because it condenses all aspects of this process. Specifically, we will give particular emphasis to the importance of the media construction of social problems, stressing that "to give a necessarily selective view and privileging certain interpretations of the event, the press helps to make sense of these political and social movements with meanings, while , overabundant and ambiguous. However, it would be too simple to see only the journalists as 'handlers' who manufacture, to your taste, the events when preparing biased reviews. They are themselves the subject of manipulation strategies by various social groups that organize demonstrations and look through them, to attract more or less success to the attention of journalists to have a chance of appearing in the media. This analysis option also allows us to discuss the current applicability of the symbolic interactionism, as it has been resumed with some prodding in the context of contemporary sociological research.
Description: Neste artigo daremos relevância ao estudo dos problemas sociais na perspectiva de que "o estudo da emergência de um problema social é um dos melhores reveladores desse trabalho de «construção da realidade», para retomar o título de uma célebre obra da sociologia, porque condensa todos os aspectos desse processo. Concretamente, iremos dar particular ênfase à importância da construção mediática dos problemas sociais, salientando que "ao dar uma visão necessariamente selectiva e ao privilegiar certas interpretações do acontecimento, a imprensa contribui para fabricar o sentido político-social desses movimentos com significações, ao mesmo tempo, superabundantes e ambíguas. No entanto, seria demasiado simples ver os jornalistas somente como "manipuladores" que fabricam, a seu gosto, os acontecimentos ao elaborarem resenhas enviesadas e partidárias. Eles próprios são o objecto de estratégias de manipulação pelos diversos grupos sociais que organizam manifestações e procuram, através delas, atrair com maior ou menor sucesso a atenção dos jornalistas para terem a possibilidade de aparecer nos media. Esta opção de análise também permitirá discutir a aplicabilidade actual do interaccionismo simbólico, na medida em que tem vindo a ser retomado com alguma insistência no quadro da produção sociológica contemporânea.
Subject: Mudanças sociais, Sociologia urbana, Sociologia
Social changes, Urban sociology, Sociology
Scientific areas: Ciências sociais::Sociologia
Social sciences::Sociology
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/8955
Document Type: Artigo em Revista Científica Nacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FLUP - Artigo em Revista Científica Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
75253.pdf2.37 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons