Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/85303
Author(s): Catarina Alexandra Pedro Machado
Title: As Arquiteturas do milho e do trigo: diálogos circunstanciais com a luz do lugar
Issue Date: 2016-07-18
Abstract: Vernacular architecture constitutes a form of construction born from a set of capabilities acquiredfrom the interpretation of the place. The form is the constructive syntheses of the circumstantial valuesof its environment. The vernacular construction is the natural materialization of the human experienceabout the territory, an instance relation with the nature of is habitat. This architecture is a specificelaboration; different places create different responses, particular architectonic solutions incited bymeans of adaptation or instincts of survival and comfort.The present thesis focus on the formal and constructive mutability of vernacular elements disposedin opposite landscapes of the Portuguese territory, with particular sets of physical characteristics, withthe aim of analyse the different shapes of shading, illumination and ventilation that the Portuguesevernacular architecture develops on the adaptation of the built environment on witch its inserted.The phenomenological study of the place presumes the understanding of the principal aspectsover which are inquired the study cases. Among all the physical aspects, the light is the most perennialelement from a place. The configuration of a territory can change throughout time, open spaces can bereconfigured, the construction materials can no longer be restricted to a site, but natural light cannot beexported or changed, it's a constant source of energy. Natural light is therefore, with its distinct patternsand rhythms, and essential piece on the construction of the place's atmosphere.According to this premise its conducted a comparative analysis between to architectonic types,related to the corn and oat production, whose program and function are similar, but due to theirgeographic conditions they present formal and constructive characteristics completely different. ThePortuguese sequeiro and the barnyard are two architectonic types bounded to specific circumstancesof the rural activity, present in the North and centre of the country, connected to landscapes with spatialconditions predetermined by this function. The confrontation of those two regions, the North of Atlanticinfluence and the centre of Mediterranean influence permits the construction of a critical and theoreticbasis of the interpretation of natural space by the need of Man.
Description: A arquitetura vernacular constitui uma forma de construção que nasce de um conjunto deconhecimentos adquiridos a partir da vivência e interpretação do lugar, pelo que a sua forma é a sínteseconstrutiva dos fatores circunstanciais do seu ambiente. Esta arquitetura é materialização naturalistada experiência humana acerca do território, a forma mais genuína da sua posição face à naturezado seu habitat. A arquitetura vernacular é uma elaboração específica, dado que diferentes lugaresdemonstram uma resposta particular à questão do habitar, soluções próprias incitada por razões desobrevivência, de adaptação às circunstâncias do lugar.A presente dissertação centra-se na mutabilidade formal e construtiva de elementos vernacularesdispostos em pontos do território português com diferentes características, de forma a indagar a relaçãoestabelecida entre a arquitetura e o seu lugar. De um ponto de vista mais restritivo, a investigaçãoambiciona a análise das do milho e do trigo que a arquitetura vernacular portuguesa desenvolve naadaptação ao ambiente no qual se encontra inserida.O estudo fenomenológico do lugar presume a compreensão inicial dos principais aspetos sob osquais são inquiridos os casos de estudo. Entre todos os aspetos enunciados, a luz é indubitavelmentea característica mais perene de um lugar. A configuração de um território pode alterar-se ao longo dotempo, espaços abertos podem ser reconfigurados, os materiais de construção podem deixar de serconstringidos a um local, porém a luz natural não pode ser exportada ou estandardizada, será sempreuma constante imutável. Assim sendo, a luz solar, com os seus distintos padrões e ritmos, possui umpapel essencial na construção da atmosfera característica de um lugar.Segundo esta premissa conduz-se uma análise comparativa entre duas tipologias arquitetónicasvernaculares, relacionadas com a cultura do milho e do trigo, com programas e funções semelhantes,mas que devido às suas condições geográficas, apresentam características formais e construtivascompletamente distintas. O sequeiro e o celeiro português são duas tipologias arquitetónicasrelacionadas com circunstâncias próprias da atividade agrícola, nomeadamente o cultivo do milho edo trigo, presentes no norte e no Centro do país, subjacentes a paisagens com condições espaciaisparticulares. O confronto destas duas formas tipológicas de regiões distintas que exibem programassemelhantes empreende-se na construção de um corpo teórico e crítico sobre a interpretação doespaço pela necessidade do Homem.
Subject: Artes
Call Number: 142141
URI: http://hdl.handle.net/10216/85303
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
142141.pdfAs Arquiteturas do milho e do trigo: diálogos circunstanciais com a luz do lugar79.13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons