Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/80688
Author(s): Miguel Valido Chaves Pereira
Title: O Traço Divino - a geometria como instrumento de sacralização do espaço na igreja de Santa Maria Maior
Issue Date: 2015-11-05
Abstract: The aim of this work is to clarify the metaphysical implications of the use of geometryin sacred architecture, both in general and in the particular case of the church of Santa MariaMaior, Lisbon Cathedral.It begins with a research on the connections between geometry, architecture and thesacred, in order to show in what ways sacred architecture and sacred geometry cometogether in a scheme which regulates the physical, architectural form according tometaphysical principles.It is followed by a brief account of the cathedral's history that will inform itsgeometrical analysis. Knowing its physical evolution and the historical context of the mainconstruction phases will help evaluating the validity of the analysis' results.The geometrical analysis shows two very convincing geometric schemes: one for theRomanesque church and another for the gothic ambulatory. The Romanesque scheme isbased on the ad quadratum development of a square with a side of 7,7m centred on thecrossing. The gothic work is defined by a scheme of inscribed heptagrams traced around themain chapel's 7-sided apse. The metaphysical value of the first scheme is the underlyingreflection on the foundation of the World, which is symbolically repeated in the foundationof the church. The value of the second scheme is not so clear to read, but it may be related tothe incredible symbolic power of the number Seven.
Description: Este trabalho procura clarificar as implicações metafísicas do uso da geometria naarquitectura sagrada: por um lado, em termos gerais, por outro, no caso concreto da igrejade Santa Maria Maior, Sé de Lisboa.É feita uma primeira pesquisa sobre os pontos de contacto entre geometria,arquitectura e sacralidade, para mostrar como a arquitectura sagrada e a geometria sagrada serelacionam num traçado que regula as formas físicas da arquitectura com base em princípiosmetafísicos.Segue-se um resumo da história da Sé de Lisboa que serve para informar a pesquisa doseu traçado: o conhecimento da sua evolução física e do contexto histórico das principais fasesde construção ajuda a avaliar a pertinência dos resultados da pesquisa geométricasubsequente.Na análise geométrica são reconhecidos com certeza dois traçados: um para a igrejaromânica e outro para a charola gótica. O traçado da época românica é baseado nodesenvolvimento ad quadratum de um quadrado com 7,7m de lado centrado no cruzeiro. Otraçado da época gótica é definido por um esquema de heptagramas inscritos que circundam aábside de 7 panos da capela-mor. A valorização metafísica do traçado, no primeiro caso, estárelacionada com uma reflexão sobre a fundação do mundo que se repete simbolicamente nafundação da igreja. No segundo caso, a leitura de um significado não é tão clara, podendoestar relacionada com a incrível força simbólica do número Sete.
Subject: Artes
Arts
TID identifier : 201545810
URI: http://hdl.handle.net/10216/80688
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
36687.pdfO Traço Divino- a geometria como instrumento de sacralização do espaço na igreja de Santa Maria Maior22.05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons