Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/80371
Author(s): Mickael Gonçalves Rodrigues
Title: Toulouse, le Mirail: a influência da cultura magrebina na apropriação do habitat em Bellefontaine
Issue Date: 2012-11-07
Abstract: The purpose of this thesis is to determine relationships betweenMaghrebians culture and appropriations of the habitat performed by residents of Bellefontaine, in Toulouse - Le Mirail. Being the population mainly native from countries of North Africa, this neighborhoodbecomes the scene of recompositions, destructions and reconstructions of the culture of origin of the inhabitants, which are fermented or otherwisedelayed by the elements that constitute this habitat. To answer thisquestion, the habitat was divided into three levels of analysis. The firstlevel is related to the neighborhood and refers to the transformation and appropriations of streets, public spaces etc. The second refers to theoutside space, near buildings. The former level is related to common gardens of residents living in the same building, entrance lobbies and access corridors. The third and final level of analysis is the house itself, where ownership is reached in its greatest extent. This analysiswas conducted through several methods. Objective observations of reality made over several days helped to understand the transformationsof various scales of the habitat through time. Participation in several neighborhood meetings allowed to question directly the inhabitants regarding the subjects of this work. The participation in two sessions thatgathered residents, architects and managers of the municipalities gived the possibility of hearing the point of views of both residents and architects concerning the finalized or ongoing projects in Bellefontaine. The influence exercised by residents in the several levels of the habitat - and vice versa - is mainly concentrated on the sexualization of space. TheMaghrebian culture dictates rules of conduct and behaviors inherent toeach gender, which are followed by local residents, and occasionally lead to a confrontation with the idealized vision of architects and urbanists. Tothe former, a better understanding of this culture would introduce newelements to projects, which could improve the way of living of allresidents.
Description: Esta dissertação tem por objectivo principal determinar as relações existentes entre a cultura Magrebina e as apropriações do habitat realizadas pelos habitantes no bairro de Bellefontaine, em Toulouse - Le Mirail. Com uma população maioritariamente oriunda dos países do Norte de África, este bairro torna-se o palco de recomposições, destruições e reconstruções de uma cultura de origem dos habitantes, que são fermentadas, ou pelo contrário travadas, pelos próprios elementos que constituem este habitat. Para responder a este tema, o habitat foi divido em três escalas de análise. A primeira é a escala do Bairro e faz referência às transformações e apropriações das ruas, dos espaços públicos etc. A segunda escala diz respeito à envolvente próxima dos edifícios. São compostos pelos jardins comuns aos habitantes de um mesmo edifício, aos átrios de entrada e aos corredores exteriores. Por fim a última. A terceira escala de análise corresponde à casa propriamente dita, onde a apropriação atinge o seu valor mais elevado. Esta análise foi realizada através de vários métodos. Observações objectivas da realidade, efectuadas em diversos dias permitiram compreender as transformações das diversas escalas estudadas ao longo do tempo. A participação em diversas reuniões de moradores permitiu interrogar os habitantes deste bairro e questioná-los directamente sobre o tema desenvolvido. A participação em duas sessões de apresentação que reuniram habitantes, arquitectos e representantes do munícipe, organizadas pelo gabinete de arquitectura responsável pela requalificação do bairro de Bellefontaine permitiram ouvir as opiniões dos diversos habitantes e arquitectos relativamente aos projectos realizados ou a serem desenvolvidos. As influências exercidas pelos habitantes sobre as diversas escalas do habitat - e vice-versa - centram-se geralmente em torno das questões da sexualização do espaço. A cultura Magrebina dita regras de conduta e modos de utilização do espaço para cada um dos sexos, os quais os habitantes tendem a aplicar, entrando por vezes em confronto com a realidade idealizada pelos arquitectos e urbanistas. Para estes, uma melhor compreensão dessa cultura permitiria introduzir nos projectos elementos que poderiam melhorar as condições de vida de todos os habitantes.
Subject: Artes
Arts
URI: http://hdl.handle.net/10216/80371
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
23572.pdfToulouse, le Mirail: a influência da cultura magrebina na apropriação do habitat em Bellefontaine11.78 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons