Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/80299
Author(s): Sofia Raquel Pires Vitória Moedas
Title: Vila de Cuba. Evolução urbana e estudo de um ensanche
Issue Date: 2012-11-05
Abstract: In the heart of Alentejo's plain, lies the village of Cuba, whether secluded and inward, in contrast to the vast agricultural fields, dotted with steadings around it. On a consolidated urban core, integrates an orthogonal matrix and geometric reasoned expansion plan. Reporting a fast urban growth occurred mainly from early eight hundreds, morphologically similar to the urban experiences of that time and which is the subject of the study of this study. The continuity of human occupation that tag, over time, this territory, allows to draw a previous evolutionary synopsis of the urban space, centered mainly at the end of seven hundred, prior to the expansion plan.The urban area of Cuba in the eighteenth century is morphologically reconstituted, reasoned, more rare than in existing historical data, methods and design processes contained in the portuguese urbanism, dealing with the analysis of primitive core, up to the village's limit, stage of future urban form. In the investigation of the urban expansion ensanche, is given a closer look, allowing a broader understanding and compared, morphologically with Pombalino's urban plans and geometric pattern of other portuguese cases. More than the incisive analysis of an urban form and scrutiny of the theoretical models basis, deals the issue of overlapping the plan on the pre-existing base. Apprehend how it articulates with a consolidated medieval core and how their integration and continuity is drawn.The ensanche singularity of Cuba's village urban expansion stems from the fact that its principles of regularity constitute, not by the decal of a theoretical geometric plan, but, by the specific adaptation to reality, underlying a strong sense of flexibility, which gives it a more real nature, far from a more abstract system. The plan adapts to circumstances, accepting variations and admitting exceptions.It is observed that there is a strong structuring rule, violated but not annulled by the ensanche progressive evolution. In fact, alongside by constituting itself as an event in the regular drawing tradition of portuguese urbanism can also be aligned with other urbanistic examples consequence of economic fostering Pombalino sector reforms, like Vila Real de Santo António. Through principles of clarity and formal coherence, reflects part of the pombalina's policy and Enlightenment despotism ideological burden, even, if only, the period in which the cidade portuguesa acquires its maximum expression.The village of Cuba presents itself, in the conceptual point of view, as an urban Enlightenment project, personifying a submitted area of rational logic principles, the idea of the city as a cultural place and where the new criteria of public interest, boosted by the municipality power created in the eighteenth century, answers new spatiality senses.
Description: Em pleno coração da planície do Baixo Alentejo, encontra-se a vila da Cuba, como é reconhecida pela população, de carácter concentrado e fechada sobre si mesma, contrastando com os vastos campos agrícolas, salpicados por montes e herdades ao seu redor. A um núcleo urbano consolidado, integra-se um plano de expansão de matriz ortogonal e racionalidade geométrica, denunciando um crescimento urbano acentuado, que se verifica sobretudo a partir de inícios de oitocentos, morfologicamente semelhante às experiências urbanísticas da época e que constitui o objecto de estudo do presente trabalho. A continuidade da ocupação humana que marca, ao longo dos tempos, este território, permite traçar uma sinopse dos precedentes evolutivos do espaço urbano, centrada, sobretudo, no final de setecentos, isto é, antecedente ao plano de expansão. O espaço urbano da vila de Cuba no século XVIII é morfologicamente reconstituído, fundamentado, mais que nos raros dados históricos existentes, em métodos e processo de desenho constantes no urbanismo português, tratando a análise do núcleo primitivo, até ao espaço do rossio, palco da futura forma urbana.À investigação do ensanche de expansão urbana, é concedida uma observação mais atenta, permitindo uma compreensão mais alargada e comparada, morfologicamente, a outros casos portugueses de padrão geométrico e planos urbanísticos pombalinos. Mais que a incisiva análise de uma forma urbana e escrutínio de modelos teóricos de base, trata a questão da sobreposição do plano na base preexistente, apreendendo de que forma se articula com um núcleo medieval consolidado e como a sua integração e continuidade são desenhadas. A singularidade do ensanche urbano da vila de Cuba advém do facto de que os seus princípios de regularidade, constituem-se, não pelo decalque de um plano teórico-geométrico, mas pela adaptação à realidade específica, estando subjacente um forte sentido de flexibilidade, que lhe confere um carácter mais real, longe de um sistema mais abstracto. O plano adapta-se às circunstâncias, aceitando variações e admitindo excepções.Observa-se a existência de uma forte regra estruturadora, infringida, mas não anulada pela progressiva evolução do ensanche. De facto, a par de se constituir como um caso na tradição de desenho regular do urbanismo português, pode ser alinhado com outros exemplos urbanísticas consequentes de reformas sectoriais pombalinas de fomento económico, como Vila Real de Santo António. Consegue, através de princípios de clareza e coerência formal, reflectir parte da carga ideológica do despotismo esclarecido e da política pombalina, ainda que, mais não seja, do período em que a cidade portuguesa adquire a sua expressão máxima. A vila de Cuba apresenta-se, do ponto de vista conceptual, um projecto urbano do Iluminismo, discurso de um espaço submetido a princípios de racionalidade lógica, à ideia de cidade como espaço de cultura e onde a novos critérios de interesse público, fomentados pelo poder concelhio criado no século XVIII, respondem novos sentidos de espacialidade.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/80299
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
23478.pdfVila de Cuba. Evolução urbana e estudo de um ensanche100.28 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons