Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/80281
Author(s): Ana Ilina Salgado de Almeida
Title: Os cafés da baixa do Porto. Materialidade, uso e significado do espaço construído
Issue Date: 2013-11-07
Abstract: A built space tells stories in specific times of its existence. In itsconstruction and physical qualities, this space is influenced by a vasterspatial context, with a sociocultural nature particular to a certain time period.Once built, its spatial dimension gives rise to life experiences, socialcontacts, communications, conveying of ideas; space becomes a nucleus ofspecific socioculturality, which in turn reflects itself on the very (re)definitionof the surrounding environment. This thesis aims at understandingspace taking as reference the relations that are established between its materialityand the extra adjoining material dimensions that it encompasses,and how these relations can be found within a particular context.By analyzing coffee shops (and similar premises used for the saleand consumption of drinks) located in Oporto's downtown (a territory thatmore continuously has preserved the presence of these spaces since theyemerged in the city) that by their recreational nature (allowing informaland less rigid continuities, and thus more authentic in translating ways ofbeing and communicating), by their semipublic nature (providing both avast and assorted absorption of publics and its observation and analysis ina controlled way), and by their undeniable bond with cultural trends andmutations), the final aim is to understand how spaces are built in order totry to address specific needs of particular sociocultural environments andgroups, and how―once built―they answer them (which life experiencesand sociocultural exchanges are indeed processed within them), and therelevance of their role in (re)defining a territory or a culture.After understanding the territory under study, followed by an approachon the importance of usage in architecture (a concept that comprisesthe general modes of interaction between man, sociocultural contextand the space in which he lives), there follows an empirical study based onthe gathering of information, firstly at the territorial scale and then, morespecifically, of the coffee shops spaces and their physical nature and humanambience. This information is then systematized and comparativelyanalyzed in order to understand the relations between the diverse 'coffeeshops' and the territory and among themselves, and also to try to understandhow do materialities connect themselves with the human dimensions, andwhat role do these sociocultural 'containers' play in (re)structuring theirenvironment
Description: Um espaço, construído, conta histórias em tempos específicos dasua existência. Na sua construção e nas suas qualidades físicas este é influenciadopor um contexto espacial mais vasto, com um carácter socioculturalparticular a um determinado tempo. Uma vez construído, a suadimensão espacial dá lugar a vivências, contactos sociais, comunicações,transmissão de ideias - o espaço constitui-se como um núcleo de socioculturalidadeespecífica, e que por sua vez se vai reflectir na própria (re)definiçãodo meio envolvente. É o objectivo desta dissertação a compreensão doespaço a partir das relações que se estabelecem entre a sua materialidade ea dimensão extra material que lhe está adjacente e que este comporta.A partir de uma análise de espaços de cafés (e estabelecimentos similaresde venda e consumo de bebidas) situados na Baixa portuense - territórioque manteve de um modo mais constante a presença destes espaçosdesde a sua emergência na cidade - que pelo seu carácter lúdico - o que permitepermanências informais, menos rígidas e por isso mais autênticas natradução de modos de ser, estar e comunicar - pelo seu carácter semipúblico- facultando tanto uma vasta e variada absorção de públicos como a suaobservação e análise de um modo controlado - e pelo seu inegável vínculocom as tendências e mutações culturais, pretende-se, então, entender comoos espaços se constroem na procura de resposta a necessidades específicas,de meios e grupos socioculturais particulares e como, enquanto espaçosconstruídos, lhes respondem - que vivências e trocas socioculturais nele,de facto, se processam - e qual o seu papel determinante na (re)definiçãode um território ou de uma cultura.Depois de uma compreensão do território de estudo e de uma abordagemsobre a importância do uso na arquitectura - conceito que envolveos modos gerais de interacção entre o homem, o domínio sociocultural, eo espaço por este vivido - parte-se para um estudo empírico baseado nolevantamento de informações, primeiro à escala territorial e depois, maispontualmente, dos espaços dos cafés e do seu carácter físico e ambientehumano - para se sistematizarem e analisarem comparativamente no sentidode se entenderem as relações entre os diversos "cafés" com o território eentre si, e de compreender o modo como se ligam as materialidades com asdimensões humanas e que papel possuem estes contentores socioculturaisna (re)estruturação do meio em que se encontram.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 201543249
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/80281
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
23466.pdfOs cafés da baixa do Porto. Materialidade, uso e significado do espaço construído94.22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons