Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/80210
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorTeresa Raquel Cabral de Oliveira Dias
dc.date.accessioned2019-01-31T23:32:43Z-
dc.date.available2019-01-31T23:32:43Z-
dc.date.issued2012-11-06
dc.date.submitted2015-04-30
dc.identifier.othersigarra:23452
dc.identifier.urihttps://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/80210-
dc.descriptionUm espírito malicioso definiu a América como uma terra que passou da barbárie àdecadência sem conhecer a civilização. Poderíamos, com mais razão, aplicar essa fórmula àscidades do Novo Mundo: vão da frescura à decrepitude, sem se deterem no antigo.2O universo de entropia que caracteriza as actuais cidades latino-americanas e os problemas(a desigualdade, a violência, a exploração, a degradação social e ambiental) associadosà difícil sustentabilidade das suas grandes dimensões são, na verdade, aspectos indiferenciadosdas realidades urbanas da nossa economia global.Este trabalho pretende compreender de uma forma geral os processos de transformaçãoe de permanência destas cidades, que começaram como um projecto colonial, com ummodelo disciplinado, e que agora se conhecem pelos seus assentamentos informais caóticose precários. Exploram-se os sistemas morfológicos mas também os processos sociais, políticose culturais que estão na origem da sua conformação.Estes métodos são depois usados no estudo de um contexto mais particular - a cidadede Santiago do Chile. Aí destacam-se a condição geográfica e a condição sísmica, as revoluçõespolíticas que influenciaram o modo de fazer cidade, mas também as acções de carizcívico desempenhadas pelos arquitectos.Nas situações de escassez de recursos podem-se encontrar soluções sustentáveis e criativaspara subsistir num contexto de crise urbana.
dc.description.abstractThe cities of the New World have one characteristic in common: that they pass from firstyouth to decrepitude with no intermediary stage.1The universe of entropy that characterises contemporary Latin American cities andthe problems (inequality, violence, exploitation, social and environmental degradation)associated with the sustainability of their large dimensions are, indeed, undifferentiatedaspects of urban realities of our global economy.This work aims to generally understand the processes of transformation and permanenceof these cities, which began as a colonial project, with a disciplined model, and thatare nowadays known for their chaotic and precarious informal settlements. The morphologicalsystems are explored, but also the social, political and cultural processes that are theorigin of their form.These methods are then used to study a more particular context - the city of Santiagode Chile. Santiago stands out due to its geographical and seismic conditions, the politicalrevolutions that influenced the way of making city, but also the civic oriented actions performedby architects.In situations of scarce resources one can find sustainable and creative solutions to subsistin an context of urban crisis.
dc.language.isopor
dc.rightsopenAccess
dc.rights.urihttps://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
dc.subjectArtes
dc.subjectArts
dc.titleAs especificidades do contexto latino-americano: Santiago do Chile
dc.typeDissertação
dc.contributor.uportoFaculdade de Arquitectura
dc.subject.fosHumanidades::Artes
dc.subject.fosHumanities::Arts
thesis.degree.disciplineMestrado Integrado em Arquitetura
thesis.degree.grantorFaculdade de Arquitectura
thesis.degree.grantorUniversidade do Porto
thesis.degree.level1
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
23452.pdfAs especificidades do contexto latino-americano: Santiago do Chile47.25 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons