Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/80060
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMesquita, Cátia
dc.creatorGalvão, Desirêe
dc.creatorSilva, Filipa
dc.creatorVenda, Sara
dc.creatorRibeiro, Vasco
dc.date.accessioned2019-02-05T06:33:43Z-
dc.date.available2019-02-05T06:33:43Z-
dc.date.issued2015
dc.identifier.othersigarra:104658
dc.identifier.urihttps://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/80060-
dc.descriptionO presente artigo pretende evidenciar as diferenças existentes nas práticas de assessoria de imprensa no Brasil e em Portugal. Através de cinco entrevistas realizadas com assessores de imprensa, três brasileiros e dois portugueses ligados à área do esporte e da política, o artigo expõe o dilema que existe relativamente aos limites estabelecidos na profissionalização da assessoria, que se evidenciam distintos nestes dois países.
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofAnais do Intercom Rio 2015 : XXXVIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação : Comunicação e cidade espetáculo
dc.rightsopenAccess
dc.rights.urihttps://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
dc.subjectCiências da comunicação
dc.subjectMedia and communications
dc.titleAssessoria de imprensa: diferenças das práticas entre Portugal e Brasil
dc.typeArtigo em Livro de Atas de Conferência Internacional
dc.contributor.uportoFaculdade de Letras
dc.subject.fosCiências sociais::Ciências da comunicação
dc.subject.fosSocial sciences::Media and communications
Appears in Collections:FLUP - Artigo em Livro de Atas de Conferência Internacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
104658.pdf391.61 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons