Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/79702
Author(s): Daniel Screpanti
Title: Il Lavoro delle Città: Preindustriale e prospettive di ricomposizione del rapporto territoriale
Issue Date: 2015-04-24
Abstract: This research focuses on the current processes of urbanization through the description and therepresentation of the geography of contemporary working activities. The suggested analysis of the territoryidentifies the implications on urban planning caused by the new relations between society and physicalspace.The research method focused on the observation of the agricultural activity evolution (the pre-industrialwork of cities) and of the transformation of its work geography. The countryside and the city, namely thepast territorial models we lost, underwent a double metamorphosis which clearly shows thattransformation.We studied this double loss and the invisible organization of the contemporary network society. For thisreason we examined the agricultural work geography in the Vale do Ave, in the Northwest of Portugal.Vale do Ave is a socio-spatial model where the combined action of de-ruralization and fractal urbanizationprocesses is significantly represented. Indeed, these two phenomena are evident within the Vale do Ave:both the end of the rural economy and culture, and the multiplication of agglomeration and dispersionmodels of settlements.As it is well known, these processes, rather widespread in Europe, are associated with the evolution oftechno-social systems for mobility of people, information, goods and energy, but are also related with theirfunctioning within the global market.The description and the representation of the work geography of a Portuguese company producing andexporting kiwifruits, highlighted the main changes produced in the social organization by the transitionfrom pre-industrial to post-industrial world.Through an interview with the chief administrative officer, we found the location and distribution ofcompany social connections. During the interview we identified the main economic transactions related towork processes, the involved social actors (suppliers, employees and customers) and their exact geographiclocation.The main result of the methodological sequence can be found in the represented geography of the kiwifruitproducers. We identified their 52 orchard areas and infrastructures for the transport of crops to thecompany headquarter. These data allowed the study of the sociological features of kiwifruit suppliers andto relate them to the settlement systems in which their orchards are located.
Description: A tese observa os actuais processos de urbanização através da descrição e representação da geografia dotrabalho. O objetivo de tal leitura do território é a identificação das implicações que as novas ligações entrea sociedade e o espaço físico têm no âmbito da projectação urbanística.O método de investigação focou na relação entre a evolução do trabalho agrícola, o trabalho pré-industrialdas cidades, e a transformação da geografia das suas trocas e relações sociais. Essa transformaçãomanifesta-se hoje claramente na dupla metamorfose que tiveram o campo e a cidade, ou seja, os padrõesterritoriais do passado.O estudo sobre esta dupla perda e a organização 'invisível' da 'sociedade em rede' foi realizado examinandouma geografia do trabalho agrícola no Vale do Ave, no Noroeste de Portugal.O Vale do Ave foi escolhido como um exemplo representativo de um modelo sócio-espacial que resulta deuma acção conjunta dos processos de desruralização do território e urbanização fractal.Efectivamente, no seu âmbito territorial são evidentes quer as manifestações relacionadas com o fim daeconomia e cultura rurais, quer a multiplicação dos modelos de aglomeração e dispersão territorial dosassentamentos e actividades humanas. Como se sabe, estes processos, bastante generalizados na Europa,estão associados à evolução dos sistemas técno-sociais para a mobilidade das pessoas, informações,produtos e energias, e também ao seu funcionamento no mercado global.A descrição e representação da geografia do trabalho de uma empresa portuguesa produtora eexportadora de kiwis, salientou as principais mudanças que a transição do mundo pré-industrial para o pósindustrialproduziu na organização social.A reconstrução da localização e distribuição das relações sociais da actividade em questão, ocorreu a partirde uma entrevista com o administrador da empresa. Durante a entrevista foram identificadas as principaistransações económicas relacionadas com os processos de trabalho, os atores sociais envolvidos(fornecedores, empregados e clientes), e a sua localização geográfica exacta.O principal resultado da sequência metodológica seguida pode ser encontrado na descrição erepresentação da geografia dos 52 fornecedores de kiwis da empresa. Mais especificamente foramidentificadas as áreas para a produção de frutas e as infra-estruturas utilizadas para o transporte decolheitas para a sede da empresa. Esses dados permitiram o aprofundamento das característicassociológicas dos produtores de kiwis e o relacionamento deles com os sistemas de povoamento em queinserem as suas culturas.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 101598270
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/79702
Document Type: Tese
Rights: restrictedAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
35943.pdf
  Restricted Access
Pré-industrial e perspectivas de (re) composição da relação territorial18.91 MBAdobe PDF    Request a copy from the Author(s)


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons