Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/79582
Author(s): Mariana Sousa Ferreira da Costa
Title: Confronto da Memória da Arquitectura com a Experiência do Presente - Urgência da Simbólica
Issue Date: 2015-07-16
Abstract: This work had as main motivation a reflection about the symbolical meaning of contemporary architecture, i.e. the relation between forms in which architecture express their time's spirit. A brief analysis of the meanings of the shapes in architecture, since Greeks to nowadays, in light of the book Arquitectura Occidental of Norberg-Schulz was chosen to be done. Also, there was the need to think about the state of the actual society and their main motivations, to understand the spirit of the present time.Without doing an exhaustive study about contemporary architecture, four works were analyzed: the chapel Tree of Life, the Saving Bank of Granada, the Seinäjoki library and the school of Zollverein. It was studied the context in which each one of these have been integrated, their formal and spatial characteristics and their symbolic meaning. Since they aren't today's paradigms, each work was a topic of different themes of reflection.The Chapel Tree of Life shows some inconsistency between form and its essence of a holy space. The Saving Bank of Granada explores the confrontation between the light and the structure, shown by its quite uniform language whose the main objective is the body dazzled by light. The Seinäjoki library is an experimental work where form and space fit together in a dynamic environment of delight and exploration of alternative ways of being in a space. Finally, the Zollverein School is the best example, among the four, of a fully coherent spatial essence, formal conformation and programmatic reinvention.In a final and personal reflection, it was considered that the symbolic has an immaterial nature, so there is a common code that is expressed in the forms of architecture but it isn't possible to read it as literally as in other historical periods. Today, the forms are the product of a collective motivation to overcoming, of searching for new sensations and relations of the body on the space. Today the symbolism of architecture comes from the interpretation and questioning of the essence of space.
Description: Este trabalho teve como principal motivação a reflexão sobre a simbólica na arquitetura contemporânea, ou seja, a relação entre as formas através das quais a arquitetura exprime o espírito deste tempo. Optou-se por fazer uma breve análise, à luz da obra Arquitectura Occidental de Norberg-Schulz, sobre os significados das formas, desde a arquitetura grega até aos dias de hoje. Foi também necessário refletir sobre o estado da sociedade atual e as suas principais motivações, para compreender o espírito deste tempo.Sem se fazer um estudo exaustivo da arquitetura contemporânea, foram analisadas quatro obras: a capela Árvore da Vida, a Caixa Geral de Aforros de Granada, a biblioteca de Seinäjoki e a escola de Zollverein. Estudou-se o contexto em que estas foram integradas, as características formais e espaciais da obra e o seu significado simbólico. Por não serem paradigmas da atualidade, cada obra foi tema de diferentes temas de reflexão.A Capela Árvore da Vida demonstra alguma incoerência entre a forma e a essência espacial de um espaço sagrado. A Caixa de Aforros de Granada explora o confronto entre a luz e a estrutura, manifestando-se uma uniformidade na sua linguagem, que tem como objetivo o deslumbre do corpo pela luz. A biblioteca de Seinäjoki é uma obra experimental onde a forma e o espaço se conjugam num ambiente dinâmico de deleite e exploração de modos alternativos de estar no espaço. Por fim, a escola de Zollverein é o melhor exemplo, entre os quatro, de uma total coerência entre essência espacial, conformação formal e reinvenção programática.Numa reflexão pessoal final, considerou-se que atualmente a simbólica tem um caráter imaterial, ou seja, existe um código comum que se expressa nas formas da arquitetura, mas não é possível lê-lo tão literalmente como nas outras épocas históricas. Hoje, as formas são o produto de uma motivação coletiva de superação, da procura de novas sensações e relações do corpo no espaço. Hoje a simbólica da arquitetura resulta da interpretação e interrogação da essência do espaço.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 201545632
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/79582
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
35749.pdfConfronto da Memória da Arquitectura com a Experiência do Presente - Urgência da Simbólica15.67 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons