Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/78669
Author(s): Rossana Raquel Pinho Ribeiro
Title: Do it yourself: habitar o terceiro milénio.
Issue Date: 2013-07-18
Abstract: This study seeks to be a reflection on the contemporary architecture of housing, particularly focused on examples produced recently, since the beginning of the new millennium. The Present is the target of a number of mutations that are actually changing practices and perception of architecture: new technologies, the media, the internationalization of the practice, the emergence of consumption, changes in the notion of space and time. All these aspects have a huge influence on the architecture, significantly changing the way of doing it.The collection of initial data, revealed a high density and diversity of examples, among which, there was a very particular set of examples that have raised an interest and need for deeper study, from which resulted the present investigation. The examples contained in this reference set, contain at least one of the following features: minimum housing, small sized; low cost; formal and structural modularity; 'type' or 'model' housing; industrialization, construction by components, prefabrication, standardization; self-project; self-construction.From the exhaustive analysis of this group of examples, we could finally establish the subject of the study, figured in the recent self-project virtual platforms associated with the housing market. Thus, we seek in this work, to verify the relations of legitimacy, usefulness and limitations of these digital systems of self-design, in today's culture and society, as well as within the discipline of architecture. It discusses the identity of these systems as promoters of consumption or service providers, while marketing agents or social professionals.Like the current changes observed in the ways of making, constructing and negotiating architecture, we found in Adolf Loos, a strong analogy to the contemporary state of the discipline. The study of his work not only allowed a more enlightened opinion about the role of the architect and architecture, but also an understanding of architecture as a whole, built from the combination of several elements in an unified, global, system. From Loos, we realize that despite the undoubted technological, cultural and social changes, which are both fruit and consequence of world progress, as well as the adaptability and evolution of the discipline to follow this reality, exists in architecture and housing, as History also shows, constants, that persist and maintain the discipline as we know it, Architecture.
Description: O presente estudo procura ser uma reflexão acerca da arquitectura de habitação contemporânea, focado particularmente nos exemplos produzidos mais recentemente, desde o início do novo milénio. A actualidade é alvo de uma série de mutações que estão efectivamente, a alterar as práticas e a percepção da arquitectura: as novas tecnologias, os meios de comunicação, a internacionalização da prática arquitectónica, a emergência do consumo, as mutações na noção de espaço e tempo. Todos estes aspectos têm uma enorme influência sobre a arquitectura, alterando significativamente a maneira de a fazer.A recolha de informação inicial revelou uma grande densidade e diversidade de exemplos, dentre os quais, foi observado um conjunto de exemplos muito particulares que suscitaram um interesse e necessidade de aprofundamento da matéria em questão, que resultaram na presente investigação. Os exemplos que constam deste conjunto de referência contêm no mínimo uma das seguintes características: habitação mínima, de pequenas dimensões; baixo custo; modularidade formal e estrutural; habitação 'tipo' ou 'modelo'; industrialização, construção por componentes, pré-fabricação, standardização; auto projecto; auto construção.Na sequência da análise mais minuciosa a este grupo de exemplos, detectou-se finalmente, o objecto de estudo deste trabalho, figurado nas recentes plataformas virtuais de auto projecto associadas ao mercado da habitação. Desta forma, procura-se aqui, verificar relações de legitimidade, utilidade e limitações destes sistemas digitais de auto projecto, na cultura e sociedade actual, assim como na própria disciplina de Arquitectura. Discute-se a identidade destes sistemas enquanto promotores do consumo ou prestadores de serviços, enquanto agentes de marketing ou profissionais sociais.À semelhança das actuais transformações observadas nos modos de fazer, construir e negociar a arquitectura, encontrou-se em Adolf Loos, uma sólida analogia ao estado contemporâneo da disciplina. O seu estudo permitiu não só um parecer mais esclarecido sobre o papel do arquitecto e da arquitectura, mas também um entendimento desta como um todo, construído a partir da conjugação de vários elementos num sistema unificado, global. A partir de Loos, percebe-se que apesar das incontestáveis transformações tecnológicas, culturais e sociais, fruto e consequência do progresso mundial, assim como da capacidade de adaptação e evolução da disciplina para acompanhar esta realidade, existem na arquitectura e na habitação, como também a História o demonstra, constantes, que permanecem e que mantêm a disciplina como a conhecemos, Arquitectura.
Subject: Humanidades
Humanities
Scientific areas: Humanidades
Humanities
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/78669
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
34727.pdfDo it yourself: habitar o terceiro milénio.94.03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons