Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/77224
Author(s): Ana Rita Loureiro de Matos
Title: Cidade Património Cultural da Humanidade, Guimarães. Da construção à reabilitação do centro histórico
Issue Date: 2014-11-03
Abstract: Guimarães, UNESCO Word heritage city since 2001, is the birthplace ofPortugal. Its formation dates back from the 10th century, evolving from a previousvillage called Vimaranes (located on the intersection of roman roads) to twoautonomous villages embraced by the same external line of walls but internallydivided by a secondary wall, having a gate as its only connection point. One wascalled the Upper Village and the other one the Lower Village. Upon the demolitionof the walls, the two were united and expanded beyond the former walls location.In the 17th century, the life outside walls increased, due to the nature of spaces,wider than the ones inside the walled perimeter. By the mid 19Th century, thevillage growths and increased importance determines its elevation to City. Butthat period also correspond to a time of destruction of several elements thatwere important to its identity, as some buildings and structures were demolishedto be replaced by new constructions.That panorama is changed in the last decades of 20th century. With theinterventions of architect Fernando Távora and Local Technical Office (GTL),a urban and architectonic renewal starts, a major contribution to the cityvalorization, in a process that involved both technicians as general population."(...) was a huge challenge. It resulted in a major transformation in a city that wasalmost abandoned. People rediscovered, after a long time, its homeland. "1Arch. Fernando TávoraThese are pioneer interventions in Portugal, which served the introductionof heritage conservation strategies, even anticipating international guidelines.The historical center revitalization methodology preserves urban heritage,architectural, social and functional values of each element being aware of the fullidentity of the city and not forgetting the confrontation with nowadays life newdemands. This work seen as a model to follow by others cities continues todayaccording to initial implemented rules. These interventions were importantin the promotion of traditional materials and techniques uses as well as thequalification of the workmanship skills. These actuation is what permits thepresent work of constructive characterization of historical center dwellings, in afuture intervention context.The buildings in the Historic Centre of Guimarães are characterized mainlyby its granite masonry construction on the ground floor and wood structure on theupper floors. Its spatial distribution and facades design have a clear link betweenfunctional occupation and desired relationship with the outside. We visited someabandoned buildings in a state of degradation, some renewed buildings, andothers at different stages of interventions, in which it was possible to assimilatea personal interpretation of the actual methodologies of rehabilitation andconstructive characterization of the houses. In order to seize the premises of arehabilitation action wishing to continue the safeguard of our heritage.
Description: Guimarães, cidade Património Cultural da Humanidade, classificadapela UNESCO em 2001, é a cidade berço de Portugal. O início da sua formaçãoremonta ao séc. X, evoluindo de uma vila chamada Vimaranes, na interseçãode vias romanas, para duas vilas autónomas abraçadas pela mesma cinta demuralhas externas mas divididas internamente por outra, ligando-se apenaspor uma porta: uma era a Vila Alta e a outra a Vila Baixa. Derrubada a muralhade divisão, as vilas fundem-se, formam uma só e crescem até se expandiremalém muralhas. A partir do séc. XVII aumenta o movimento extramuros queapresenta espaços mais amplos e desafogados do que o perímetro muralhado.O crescimento da vila determina a sua elevação a cidade em meados do séc. XIX,período que igualmente corresponde à destruição de elementos característicosda sua identidade, demolidos para serem substituídos por novas construções.O panorama altera-se, já no final do século XX, com as intervenções doarquiteto Fernando Távora e do Gabinete Técnico Local, inicia-se uma fase dereabilitação urbana e arquitetónica da cidade, que contribuiu de forma sensívelpara que a cidade passe a ser vista segundo uma nova perspectiva pelos seushabitantes e pelos quadros técnicos."(...) foi um desafio enorme. Operou-se uma grande transformação numa cidade que seencontrava quase abandonada. As pessoas redescobriram, ao fim de muito tempo, a suaterra."1Arq. Fernando TávoraConsideram-se estas intervenções pioneiras na introdução em Portugalde estratégias de conservação do património urbano, antecipando-se, emalguns casos, a diretrizes internacionais. A sua metodologia de revitalização docentro histórico conserva o valor arquitetónico, patrimonial, social e funcionalde cada elemento, estando ciente da identidade da cidade enquanto um todo esem esquecer o confronto com as novas exigências da vida atual. Este trabalhovisto como um exemplo a seguir por outras cidades, continua ainda hoje,maioritariamente, a ser feito segundo as regras inicialmente implementadas.Estas intervenções que fomentaram o uso das técnicas e materiais tradicionais,garantindo a qualificação da mão de obra no uso dos mesmos , e implementandouma cultura de respeito, possibilitaram o presente estudo de caracterização dascasas do centro histórico, num contexto de futura reabilitação.As casas do Centro Histórico de Guimarães caracterizam-se,essencialmente, pela sua construção em alvenaria de granito no piso do rés dochão e estrutura de madeira nos pisos superiores. Apresentando a sua organizaçãointerior e desenho de alçado uma ligação clara entre a função interior e a relaçãopretendida com o exterior. Foram visitados edifícios ao abandono e em estadode degradação, edifícios reabilitados e outros em fases distintas de intervenção,a partir dos quais foi possível , num primeiro momento, fazer a caracterizaçãoconstrutiva dos edifícios, e num segundo momento retirar uma interpretaçãopessoal das metodologias de intervenção usadas em cada caso. O estudo tinhacomo objetivo apreender as premissas utilizadas numa ação de reabilitação quepretenda continuar a salvaguarda do nosso património.
Subject: Artes
Arts
Scientific areas: Humanidades::Artes
Humanities::Arts
TID identifier: 201543362
URI: https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/77224
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
33324.pdfCidade Património Cultural da Humanidade, Guimarães. Da construção à reabilitação do centro histórico19.56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons