Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/77018
Author(s): Ricardo Fernandes dos Santos
Title: Arquitectura Portuguesa no Tempo Longo. Princípios de desenho e forma em igrejas de três naves
Issue Date: 2014-07-09
Abstract: This thesis centers its theme in the principles of design and form of Portuguese architecture in thelong term. In the context of religious architecture, it is focused on study of basilica churches withthree naves as a means to investigate the evolution and dissemination of architectural models, theevolution of form and building "know how", between the end of the eleventh and the mid-sixteenthcentury.The chosen approach (re)defines a viewpoint on what is already known, promoting different viewson the buildings through: a documental research, centered on an accurate approach to the past andhow they have been regarded, described and characterized so far; the production of new drawingson digital format, crucial to further develop the "analysis through drawing" method; and the analysisof DGEMN's photographic records, registered before, during and after the conservation and repairinterventions. The analysis of the three naves model's transformation, based on the observationand characterization of constructive methods, drawings and composition governors, revealednecessary to be considered the circumstances in which these models were built and the context inwhich they were subsequently modified. Occasionally we may find traces of the existing buildingsprior to the Romanesque and Gothic reconstructions; the modern transformations of the sixteenth,seventeenth and eighteenth centuries; the DGEMN's restoration interventions; and thearchaeological excavations developed to the present date.The thesis is structured on four points: the first focuses on the analysis of the benedictine reformand the reconstruction of four key buildings, seeking to understand the benedictine model'simplementation in Portugal between the twelfth and thirteenth centuries and its resulting spatialtransformations; the second studies the link between the benedictines models and thereconstruction of three Romanesque cathedrals, proposing new intersections between churcheswith different construction programs; the third point rethinks the stylistic boundaries between theRomanesque and the Gothic and the architectural links between religious orders, based theendurance longevity of the Romanesque models far beyond the twelfth century and the extensionof the Gothic until the sixteenth century, the fourth promotes an overview on the basilica model'sdiffusion, exploring the dichotomy in its continuity and innovation.The conclusions point to the identification of a second coherent line, parallel to the construction ofthe great national monuments, composed of medium scaled basilica churches with three naves,which through drawing analysis revealed existing similarities between cathedrals and benedictine,mendicants and parish churches, built between the twelfth and sixteenth centuries, seeminglyconnecting very different buildings. The drawings comparison and overlay revealed similarities inthe building's scale and proportion; presented hypotheses on the basic models that define theintertwining of the diferent parts; stressed the solutions found on each building to transform its formand spatiality, amplifying or reducing its plan and basilica section; and highlighted the buildings thatstood out due to its head and transept development, its main facade composition and the specialdevelopment of its architectural ornaments. Thus, without seeking consensus, a path is definedaround the specificity of Portuguese architecture in the long term, taking into account the diversityof its expression.
Description: A tese tem como tema os princípios de desenho e forma da arquitectura portuguesa no tempolongo. No âmbito da arquitectura religiosa, as igrejas de três naves são eleitas como matéria deestudo central para investigar a transformação e difusão dos modelos arquitectónicos, a viagemdas formas e a formação de um saber de fazer, entre finais do século XI e meados do século XVI.A metodologia seguida define um modo de (voltar a) ver o que já é conhecido, lançando outrospontos de vista sobre os edifícios, através: de uma pesquisa documental própria, centrada numaaproximação certeira a épocas passadas e ao modo como foram vistas, descritas e caracterizadasas obras; da produção de novos desenhos em suporte digital, decisivos para aprofundar o métodode "ver pelo desenho"; e através da análise das fotografias efectuadas pela DGEMN antes, durantee depois das suas intervenções de restauro. A investigação sobre a transformação dos modelos detrês naves realizada com base na observação e caracterização dos programas construtivos, dosdesenhos e dos traçados revelou a necessidade de considerar também as circunstâncias em queesses modelos foram construídos e o contexto em que posteriormente foram alterados, nessesentido, observam-se pontualmente: os vestígios dos edifícios anteriores às reconstruçõesromânicas e góticas; as transformações modernas dos séculos XVI, XVII e XVIII; as intervençõesde restauro da DGEMN; e as escavações arqueológicas até à data disponíveis.O corpo da tese divide-se em quatro pontos: o primeiro concentra-se no estudo da reformabeneditina e na reconstrução de quatro obras essenciais, procurando compreender aimplementação do modelo beneditino em Portugal entre os séculos XII e XIII e as transformaçõesespaciais dele decorrentes; o segundo estuda a ligação entre os modelos beneditinos e areconstrução de três sés românicas, procurando estabelecer novas intersecções entre igrejas comprogramas construtivos diferentes; no terceiro são repensadas as fronteiras estilísticas entre oromânico e o gótico e as relações arquitectónicas entre ordens religiosas, com base napermanência dos modelos românicos muito para além do século XII e no prolongamento do góticoaté ao século XVI; no quarto ponto realiza-se uma leitura de conjunto sobre a difusão do modelode referente basilical, explorando a dicotomia entre continuidade e inovação.As considerações finais apontam para a identificação de uma segunda linha coerente, paralela àconstrução dos grandes monumentos nacionais, constituída por igrejas de três naves de escalamédia que, por via do desenho, permitiram estabelecer uma leitura cruzada com as sés erelacionar igrejas beneditinas, mendicantes e paroquiais, construídas entre os séculos XII e XVI,aproximando obras aparentemente muito diferentes entre si. A comparação e sobreposição dedesenhos revelaram as relações de escala e proporção existentes entre os edifícios em estudo;apontaram hipóteses sobre os módulos-base e os traçados que definem a relação entre as partes;sublinharam as soluções encontradas por cada edifício para transformar a sua forma eespacialidade ao nível da ampliação ou redução da sua planimetria e composição do cortebasilical; e salientaram as obras de excepção que qualificaram os seus programas construtivos,através do desenvolvimento do espaço da cabeceira e do transepto, da composição da suafachada principal e de um desenvolvimento especial do ornamento arquitectónico. Deste modo,sem procurar uma unidade, define-se um caminho de investigação em torno da especificidade daarquitectura portuguesa no tempo longo, tendo em conta a diversidade da sua expressão.
Subject: Artes
Arts
TID identifier : 101309201
URI: http://hdl.handle.net/10216/77018
Document Type: Tese
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
33188.pdfArquitectura Portuguesa noTempo Longo. Princípios de desenho e forma em igrejas de três naves38.08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons