Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10216/67804
Author(s): Rui Jorge Garcia Ramos
Title: A formulação da descontinuidade na crítica de arquitectura contemporânea ou a transitoriedade da tradição
Issue Date: 2011
Abstract: The theme of discontinuity is frequently used as an interpretation tool of the recent Portuguese architecture. This theme and the topics related to it are adopted in a vast number of articles (between 1998 and 2005) that share common understandings on contemporary architecture. This phenomenon observed in architecture's critique is our object of reflexion. Above all, we intend to oppose ideas and presuppositions from this critique that, when not attending the historical process and the 20th century Portuguese architecture status proposes, in first place, an imprecise and hegemonic reading of the contemporary creation. In our opinion, this stance "forces" an interpretation that does not correspond to a more extensive and deep knowledge of which the 20th century Portuguese architecture allows and demands.The critical positioning that we now discuss aims to identify a new sense in recent Portuguese architecture. In this way, architecture is seen as fragmented, discontinuous, fluid... a mapping of causality, with which it is intended to reconstruct, both the binominal form/construction of architecture, and its public sense. It intends to place the subject before a new mutant and dynamic reality, increasingly marked by an European identity and for which the Portuguese disciplinary tradition has come to find difficulties in fitting in.This reading questions the inclusion of a notion of time in the project. In other words, the acceptance of the past and its inclusion in a line of knowledge - the tradition - as the basis of the project. This acceptance is one of a continuous movement throughout past, present and future, where the project occupies a space between what can be and what may be. Informed by the past and present, the project, without being the preparation of a future, is the conjunction of several actions that determine possibilities for the future. Without the recording of this dialectic process, the project's culture suffers from a rapid degradation, tending to abandon an intervention oriented to the qualification of our existence and of the social sphere.In the absence of the observation of this commitment and balance within the project that runs in this time arch, the present assumes an omnipresent role in the project which, when ignoring history, allows the reconsideration that everything is permanently new. The exclusion of historical knowledge in the project's formulation, as a qualifying action of existence, not only will lead to "the destruction of the past" but also to the elevation of the present, necessarily tutored by masters and works in the leading of the new.This essay explores the existent divergence, although enriching, between the critique/theoretical discourse about the recent production and the architectonic projects that give continuity, in their generality, to the phylogeny lines of Portuguese architecture, namely the 20th century.
Description: O tema da descontinuidade é frequentemente usado como instrumento de interpretação da recente arquitetura portuguesa. Este tema e os tópicos que agrega são adotados num vasto conjunto de artigos (entre 1998 e 2005) que partilham entendimentos comuns sobre a arquitetura contemporânea. Este fenómeno na crítica da arquitetura é o nosso objeto de reflexão. Pretendemos, sobretudo, contrapor as ideias e pressupostos desta crítica que, ao não atender ao processo histórico e à condição da arquitetura no século XX português, propõe, antes de mais, uma leitura imprecisa e hegemónica da criação contemporânea. Em nossa opinião, esta posição "força" uma interpretação que não corresponde ao que um conhecimento mais extensivo e profundo da arquitetura portuguesa do século XX permite e exige.O posicionamento crítico que agora discutimos pretende identificar um novo sentido na arquitetura portuguesa recente. Assim esta arquitetura é observada como fragmentada, descontínua, fluida... é um mapeamento da casualidade, com o qual se pretende reconstruir, quer o binómio forma/construção da arquitetura, quer o seu sentido público. Pretende colocar-se a disciplina perante uma nova realidade dinâmica e mutante, cada vez mais marcada por uma identidade europeia, e para a qual a tradição disciplinar portuguesa tem vindo a encontrar dificuldades em se adequar.Esta leitura questiona a inclusão de uma noção de tempo no projeto. Ou seja, a aceitação do passado e a sua inclusão numa linha de conhecimento - a tradição - como base do projeto. Esta aceitação é a de um movimento contínuo entre passado, presente e futuro, onde o projeto ocupa um espaço entre o que pode ser e o que poderá ser. Informado pelo passado e presente, o projeto, não sendo a preparação de um futuro, é a conjugação de um conjunto de ações que determinam possibilidades para o futuro. Sem o registo deste processo dialético, a cultura do projeto sofre uma rápida degradação, tendendo a abandonar uma intervenção orientada para a qualificação da nossa existência e do meio social. Na ausência da observação deste compromisso e equilíbrio no projeto, que decorre neste arco de tempo, o presente assume um papel omnipresente no projeto que, ao ignorar a história, permite considerar que tudo é permanentemente novo. A exclusão do conhecimento histórico na formulação do projeto, como ação qualificadora da existência, não só irá conduzir à "destruição do passado", como à exaltação do presente necessariamente tutelado por mestres e obras na condução do novo.Este ensaio explora a divergência, ainda que enriquecedora, existente entre o discurso crítico/teorizador sobre a produção recente e os projetos arquitetónicos realizados, que continuam, na sua generalidade, linhas filogénicas da arquitetura portuguesa, nomeadamente a do século XX.
Subject: Arquitectura, Artes
Call Number: 46326
URI: http://hdl.handle.net/10216/67804
Source: Colóquio Internacional Apropiaciones del Movimiento Moderno
Document Type: Artigo em Livro de Atas de Conferência Internacional
Rights: openAccess
License: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/
Appears in Collections:FAUP - Artigo em Livro de Atas de Conferência Internacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
46326.pdf227.03 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons