Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10216/56048
Author(s): Silva, Ana Maria Cabral de Macedo e
Title: Para uma antropologia da palavra
Publisher: Porto : [Edição do Autor]
Issue Date: 2010
Abstract: O presente trabalho tem por objectivo reflectir sobre as linhas de força que conduzem o pensamento especulativo de Álvaro Ribeiro, autor que determina os pressupostos da filosofia portuguesa, onde edifica a sua visão teológica, cosmológica e antropológica. Ribeiro procurou cimentar a existência do pensamento nacional, contido nos textos teológicos, poéticos e literários, numa perspectiva messiânica, influenciado por Teixeira de Pascoaes. Esta atitude vem contrariar a filosofia positivista, que na primeira metade do século :XX, persistia em asfixiar a cultura portuguesa, pondo em risco os valores nacionais. Na perspectiva alvarina a arte de filosofar, como todas as artes, assenta na oralidade, no diálogo acroamático, suscitando a comparência da filologia, reveladora de tonalidades linguísticas. Da antropologia alvarina, reconciliada com a sua teologia, destacamos o conceito razão animada que repousa na definição de homem alheia à tradiçãq. Na triade humana, tal corno o filósofo a concebe -corpo, alma e espírito - o homem é urna razão com alma, sendo a alma a entidade mediadora entre o corpo e o espírito. O corpo, parte material, é corruptível e mortal enquanto o espírito, morada da consciência, se manifesta através da linguagem, de origem divina e especificamente humana.
Subject: Filosofia portuguesa - séc. 20
URI: http://hdl.handle.net/10216/56048
Catalogue Link: http://aleph.letras.up.pt/F?func=find-b&find_code=SYS&request=000207223
Document Type: Dissertação
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUP - Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESEMESANASILVA000128061.pdf900.64 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.